SR280718a

Agricultura familiar de Alagoa Grande vende toneladas de alimentos para programas do governo

SR280718aFamílias agricultoras do município de Alagoa Grande, Brejo Paraibano, estão comemorando o processo de comercialização de produtos alimentícios da agricultura familiar através de um trabalho parceiro da Emater local que faz o acompanhamento de assistência técnica e extensão rural no campesinato alagoa-grandense.

Conforme o secretário de Agricultura daquele município, professor Paulo Luiz dos Santos, estão sendo distribuídos atualmente 10 toneladas de alimentos nas creches, Serviços de vínculos e o Cras local com macaxeira, banana, coentro, alface, jerimum, pimentão, cebolinha e tomate beneficiando cerca de 700 mães que têm seus filhos matriculados em 5 creches, serviços de vínculos e o Cras do município. “Esse programa é do governo federal e do estado em parceria com o município, executado pela Emater, secretaria de agricultura e o apoio da secretaria de educação”, explica Paulo Luiz, em contato com Stúdio Rural e lembrando que o PAA, Programa de Aquisição de Alimentos objetiva atender aos agricultores familiares do município através da compra dos seus produtos que serão doados para as entidades públicas e famílias carentes. “Nesse programa o agricultor familiar tem que se inscrever, fazer um projeto junto a Emater e a gente coloca junto ao governo do estado para o processo de comercialização de seus produtos, nós tivemos essa semana três agricultores dos quadros que venderam mais de 10 toneladas destinados à cinco creches, aos serviços de convivência onde atende as crianças carentes como também que atendem pessoas vulneráveis e jovens”, explica.

Paulo acrescentou que a ação vem fortalecer a um conjunto de famílias agricultoras que já vendem seus produtos aos programas e dar esperança à diversas outras famílias que passam a se organizar dentro dos critérios governamentais. “É também programa de muita importância para que os agricultores tenham a oportunidade de dar destino a sua produção planejada, pra isso a gente empenha todo o esforço da direção Emater através do coordenador regional, também do assessor estadual em que todo mudo junto faz com que o programa funcione realmente”, comemora Paulo Luiz garantindo que ainda tem muito a ser feito já que o município registro um amplo público muito vulnerável e tem muitas famílias agricultoras ampliando sua produção especialmente em assentamentos rurais daquela municipalidade.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Faça um comentário

Todos os campos obrigatórios são marcados como (requerida). Seu Endereço de e-mail não será publicado

Voltar para o topo