SR120818b

Campina Grande sedia evento da ASA sobre raças nativas e biodiversidade na agricultura familiar agroecológica

SR120818bFamílias agricultoras vinculadas as entidades da ASA Paraíba estarão participando da ‘Oficina Raças Nativas na Agricultura Familiar Agroecológica’ que acontecerá durante a próxima terça, quarta e quinta-feira, dias 14, 15 e 16 de agosto, na sede do Insa, Instituto Nacional do Semiárido, em Campina Grande e, conforme a assessoria da AS-PTA, é fruto da articulação envolvendo famílias agricultoras guardiãs das raças locais, organizações, movimentos sociais, entidades de assessoria técnica, redes de pesquisa, instituições de ensino e de ciência e tecnologia e contará com aproximadamente 200 participantes.

Entrevistados por Stúdio Rural, a componente do Folia, Fórum das Lideranças do Agreste; e do Centrac, Centro de Ação Cultural, Zilma Rúbia Maximino; e o pesquisador no Insa, Instituto Nacional do Semiárido, George Vieira do Nascimento que, ao participar do Programa Domingo Rural e Programa Esperança no Campo deste final de semana, detalham o evento.

“Já está tudo organizado para esse evento, a gente espera uma participação de em torno de 170 pessoas entre agricultores familiares, assessores técnicos e estudantes, mas o público principal do evento é agricultores familiares dessas organizações do semiárido brasileiro”, explica George Vieira do Nascimento ao iniciar seu diálogo com nosso público ouvinte.

“Está tudo se encaminhando para acontecer e ser um sucesso, viu Tavares, a gente já está fazendo a mobilização das regiões, hoje fomos visitar famílias que vão apresentar carrossel de experiências já no dia 14 neste evento que será 16, 15 e 16 numa realização do Insa e do GT de criações da ASA Paraíba e nós estaremos no primeiro dia, além de uma mesa redonda que terá um professor do Irppa da Bahia falando sobre a importância das raças nativas e da convivência com o semiárido, nós teremos carrosséis de experiências na parte da tarde num evento que é muito importante porque busca valorizar as raças nativas e a própria biodiversidade da região semiárida, a gente espera reunir mais de 150 agricultores e agricultoras, técnicos, estudantes, professores de toda a região e vários estados também vão estar presentes”, explica Zilma Rúbia bem no início de sua entrevista.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Faça um comentário

Todos os campos obrigatórios são marcados como (requerida). Seu Endereço de e-mail não será publicado

Voltar para o topo