SR211117a

PAA compra simultânea é tema evidenciado no Domingo Rural e Esperança no Campo

SR211117aO Programa de Aquisição de Alimentos(PAA), modalidade compra direta, foi tema evidenciado no Programa Domingo Rural e Programa Esperança no Campo deste final de semana a partir de encontro técnico promovido pela Emater Paraíba, no regional Campina Grande, que aconteceu no último dia 09.

A reunião objetivou atualizar informações sobre novas exigências, avaliar as ações já desenvolvidas e ao mesmo tempo apresentar os novos desafios para o fortalecimento do programa nas bases municipais junto as entidades governamentais e da sociedade. “Nós estamos trazendo aqui essa as informações acerca do PAA, Programa de Aquisição de Alimentos, nós estamos executando através de uma parceria entre o Governo do Estado da Paraíba e o Governo Federal, trata-se do termo de adesão 097 de 2012 que é um termo de adesão que foi celebrado lá atrás mas que foi feito a renovação da proposta agora e o que estamos trazendo para o pessoal nos municípios é a forma como será o programa, tirando dúvidas, trazendo informações sobretudo a forma de como vai ser executado, como vai ser feito essa aquisição do agricultor, como vai ser feito essa doação para a entidade e como proceder principalmente com o envio e com o manuseio dessa informação” explica o coordenador do programa na Paraíba, Flávio Müller Borghezan.

Para o coordenador da Emater Regional Campina Grande, José Sales Alves Wanderley Júnior, esses encontros têm sido uma dinâmica sequenciada no sentido de fortalecer o programa que é de muita importância para as famílias agricultoras, para os beneficiários nas instituições sociais, para os mercados locais e para a extensão rural que tem tido cada vez mais sentido em existir prestando serviço da assistência técnica e social junto as famílias agricultoras. “O Programa de Aquisição de Alimentos e o Programa Nacional de Alimentação Escolar têm sido políticas importantes de comercialização, enquanto programas institucionais, que tem sido mais uma oportunidade de comercialização no cenário da agricultura familiar além das feiras agroecológicas, mercado convencional, o próprio atravessador que em determinados momentos acaba sendo estratégico e os diversos canais de comercialização. Nós deixamos sempre uma reflexão de que a comercialização é uma coisa boa a ser discutida, mas ao mesmo tempo é muito dinâmica e acaba sendo muito aguerrida, então os agricultores precisam estar atentos a esses programas e participar”, explica Júnior Sales justificando que as famílias agricultoras e entidades se interessem pelos programas e continuem sempre buscando informações de novas possibilidades junto aos escritórios da Emater em cada município.

Genilson Bezerra de Brito é assessor técnico da Emater no município de Caraúbas, Cariri Oriental, participou do encontro enquanto representante do Escritório Regional da Emater Serra Branca e garante que o encontro conseguiu repassar informações de formação técnica que chegarão as famílias através do quadro de profissionais daquela instituição espalhados por todo o estado da Paraíba. “Ele traz como preocupação a questão das datas da comercialização com a coerência da documentação onde o processo de emissão da nota fiscal eletrônica do sistema da Receita do Estado seja feita com datas que tem que estarem batendo. São informações de que as datas tem que estar batendo, de que a gente tem que fazer a aquisição desses alimentos que tem que serem produzidos diretos pelo produtor”, explica acrescentando que a Emater está fazendo muito no auxílio para fazer com que essas famílias cumpram metas burocráticas e possam atingir as metas no processo de produção, venda, entrega de produtos e recebimento dos recursos financeiros.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Faça um comentário

Todos os campos obrigatórios são marcados como (requerida). Seu Endereço de e-mail não será publicado

Voltar para o topo