SR280118b

Produção e pesquisas participativas do algodão orgânico será fortalecida em 2018

SR280118bO ano de 2018 terá ação continuada com a produção e pesquisas do algodão agroecológico e culturas alimentares que contam com participação da agricultura familiar e suas entidades num processo de construção e compartilhamento dos conhecimentos.

A afirmativa é do pesquisador da Embrapa Algodão Campina Grande, Marenilson Batista da Silva, em contato com Stúdio Rural garantindo que, conforme os anúncios dos centros de meteorologia, as condições climáticas para 2018 serão bem mais favoráveis do que a realidade enfrentada nos anos de 2012 a 2017. “Já estamos elaborando projetos para este ano de 2018 em sintonia com entidades e os coletivos de famílias agricultoras em assentamentos da reforma agrária no Agreste, Curimataú e Cariri Ocidental onde já temos um trabalho sequenciado que vem dando resultados de conhecimentos compartilhados”, explica Batista ao dialogar com nossa equipe.

Marenilson explicou que as famílias já estão no processo de preparo de seus roçados e de olho na inclusão do algodão na diversidade de produtos na agricultura familiar agroecológica. “Estamos em estudos permanentes onde trabalhamos numa dinâmica de quando o agricultor vai montar um roçado ele não pensar só na produção do roçado, mas pensa na cultura do algodão pra vender, ele pensa na cultura de alimentos como milho e feijão e pensa na segurança alimentar do rebanho com a estratégia de plantar culturas como sorgo somado ao milho e tem o algodão também na estratégia da alimentação animal e é fundamental a plantação do algodão nestes assentamentos porque ele(agricultor) vai garantir alimentos para o gado também a partir de parte do caroço que foi beneficiado na usina”, explica Batista ao dialogar com o público ouvinte do Programa Domingo Rural e Programa Esperança no Campo deste final de semana.

Ele lembrou que mesmo diante da crise hídrica enfrentada nos seis anos anteriores(2012/2017) a produção do algodão respondeu como cultura que soma fortalecimento sustentável da agricultura familiar no semiárido o que faz com que as famílias se animem para continuar fortalecendo a inclusão desta cultura na economia familiar camponesa.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Faça um comentário

Todos os campos obrigatórios são marcados como (requerida). Seu Endereço de e-mail não será publicado

Voltar para o topo