Ações proporcionam suporte forrageiro e mais produção em propriedades rurais do Cariri paraibano

As ações desenvolvidas pelas famílias de agricultores da região do Cariri com o apoio das entidades parceiras têm proporcionado uma melhor condição no suporte forrageiro e conseqüentemente melhor capacidade de produção e produtividade nas propriedades rurais da famílias organizadas do Cariri paraibano.

A opinião é do agricultor familiar e componente do Coletivo Regional de Educação Solidária do Cariri, Seridó e Curimataú paraibano, Francinaldo de Albuquerque Couto(foto), residente na comunidade Malhada de Areia, no município de Olivedos, que fez uma ampla exposição no primeiro dia do Encontro de avaliação e planejamento das ações do Coletivo Regional que está sendo realizado em Lagoa Seca durante esses dias 10 e 11 de dezembro no Ipuarana, tratando as ações desenvolvidas pelo grupo responsável pelas mobilizações em torno da criação animal e suporte forrageiro no raio de ação do Coletivo Regional. “Apresentamos o que nós acompanhamos dentro das propriedades no trabalho do Coletivo e dos agricultores que realmente estão engajados no trabalho, então acompanhamos diversas formas de armazenagem de forragem que os agricultores vêm fazendo, inclusive temos um balanço das ações feitas no ano passado com o aumento que houve de armazenamento de forragem feita esse ano onde chegamos a cerca de 370 toneladas de alimento armazenado”, argumenta o agricultor ao dialogar com a equipe Stúdio Rural presente no evento, acrescentando tratar-se de uma quantidade muito representativa quando comparada ao que era a realidade em anos passados.

Ele disse que a região passa por uma transformação nos modos de fazer agricultura e atribui ao trabalho desenvolvido pelo PATAC em parceria com as entidades do Coletivo Regional no trabalho de sensibilização em torno do potencial da região e da capacidade de cada família de agricultores daquela microrregião. “Com o incentivo que o Coletivo vem dando hoje e com a facilidade e esse apoio das máquinas na comunidade isso vem incentivando o pessoal e vai fazendo crescer o processo com esse apoio que antes não tínhamos”, afirma Francinaldo, referindo-se aos equipamentos de moto-ensiladeiras do Coletivo que são compartilhados com as famílias de agricultores nas diversas comunidades dos municípios envolvidos no processo sustentável.

Francinaldo disse que pouco a pouco as famílias, com o acúmulo de ração organizado na propriedade, estão aumentado o número de animais na propriedade e conseqüentemente a quantidade de leite e carne ofertada na propriedade rural. “O aumento disso aí vem com o tempo mesmo, o pessoal está com sobra de alimentos, então com certeza os animais vão aumentar e a produção de leite e carne com certeza vem juto porque isso aí conforme o sistema vem crescendo com certeza essa produção vai crescendo”, avalia o líder agricultor.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top