Agricultores sertanejos já lamentam atraso nas chuvas para inverno 2010

Com a chegada do início do mês de março e a ausência do inverno as famílias agricultores no Sertão da Paraíba já demonstram preocupação com o que será o ano agrícola de 2010.

Segundo o pároco da cidade de Santa Cruz e Lastro, Djacy Brasileiro, as chuvas, que caíram na região polarizada pelo município de Sousa, foram mínimas e mesmo assim, em espaço de tempo demorado o que tem sido motivo de preocupação para os camponeses daquela região do estado. “Andando pela zona rural, como de costume, tenho presenciado a lavoura e a pastagem murchando, se definhando. Segundo alguns agricultores, tudo está perdido. Muitos esperam chover, para fazer novas plantações”, disse o padre ao dialogar com a equipe do Programa Domingo Rural da Rádio Serrana em conexão.

Djacy informou que a cada dia que passa, percebe-se que a situação vai ficando dramática; sol escaldante, calor insuportável (grande risco para as crianças e pessoas idosas), que o dia parece ser uma fornalha e a noite, o sertanejo olha para o céu, e nenhum sinal de esperança. “Este é meu pungente grito de alertas às autoridades do Estado: Criar um plano de emergência, para socorrer os sertanejos numa eventual seca, é imprescindível. O governo tem que está atento para o que vem acontecendo na região do sertão. Não deixe para última hora, porque poderá ser fatal”, comenta, dizendo representar um veemente apelo, no sentido de que os políticos esqueçam o que ele chamou de tresloucadas brigas pelo poder, e voltem-se para o problema da estiagem que começa assolar o sertão.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top