Apicultor de Serra Talhada evidencia produção e mercado do mel no Pajeú pernambucano

Participando do Programa Domingo Rural deste final de semana, o agricultor apicultor Cícero Aldo dos Santos Rodrigues falou sobre a cadeia da criação de abelhas em municípios da região de Serra Talhada, Pajeú pernambucano, que envolve os municípios de Serra Talhada, Flores, Calumbi, São José do Belmonte, Mirandiba dentre outros que somam doze municípios.

Aldo explicou que o coletivo de apicultores e apicultoras, através de uma casa do mel, já contam com o Serviço de Inspeção do Estado, fazendo com que o produto já seja vendido em todo aquele estado. “Isso é uma grande vitória porque a gente vai poder vender de Recife a Araripina, a Petrolina, e abre o leque de oportunidades pra gente vender e colocar nosso produto no mercado”, explica ao dialogar com nosso público ouvinte.

Aldo explicou que a produção de mel tem sido uma nova atividade produtiva para a diversidade da agricultura familiar que se soma as culturas alimentares tradicionais como milho, feijão e fava e, desde mais recentemente, a nova forma de produção do algodão orgânico que proporcionam rendas complementares para as famílias agricultoras e garante que certificar o mel para reconhecimento orgânica é meta das organizações locais. “É verdade, a gente tem conversado aqui no Claudevan, presidente da ASAP, Associação Agroecológica do Pajeú, inclusive ele sempre participa das nossas reuniões da associação que acontecem sempre dentro do Sindicato dos Trabalhadores Rurais aqui de Serra Talhada, e a gente tem feito essa conversa e futuramente a gente vai poder certificar nosso mel como agroecológico e assim como o algodão está sendo exportado hoje, nós queremos também colocar o mel nesse caminho com essas duas atividades juntas”, explica Aldo.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top