Asplan diz que Setor canavieiro brasileiro agora tem mais apoio para se desenvolver

Produtores de cana de açúcar do país que a bem pouco tempo eram discriminados em detrimento de outras culturas no que diz respeito ao acesso às linhas de créditos em instituições financeiras agora vivem outra situação e comemoram esse novo tempo.

A afirmativa é da Asplan, Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba através de sua assessoria, News Comunicação, justificando que recentemente o Governo Federal ampliou o teto de financiamento da cultura no Plano Safra 2011/2012 para R$ 1 milhão por produtor, iniciativa que busca incentivar a renovação dos canaviais, possibilitando um conseqüente aumento de produção de cana de açúcar, numa tentativa de ampliar a produção de álcool no país. “A concessão da linha de crédito, de até R$ 1 milhão, exclui as indústrias produtoras direcionando o recurso somente para produtores individuais”, reforça News.

Aquela assessoria informou que, de acordo com o presidente daquela associação canavieira, Raimundo Nonato(foto), não muito tempo atrás os produtores canavieiros eram discriminados e não tinha acesso a crédito nos bancos enquanto que produtores de outras culturas tinham acesso ao crédito enquanto que os que trabalhavam com cana de açúcar não tinham linhas de financiamento. “Ainda segundo Nonato essa discriminação do governo federal comprometeu a produção de cana de açúcar no país”, explica News.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top