Brasil ultrapassa U$$ 6 milhões com exportação de mel no mês de março

O Brasil registrou um volume de 2,42 toneladas de mel exportado no mês de março deste ano, gerando uma receita de U$$ 6.923.622,00, representando aumentos de 92% em peso e de 96% em valor, em relação ao mês anterior.

A informação é do analista técnico do Sebrae nacional, Reginaldo Barroso de Resende, ao dialogar com Stúdio Rural, justificando que o valor médio pago pelo mel exportado foi recorde, US$ 2,87/kg, representando um aumento de 2,1%, em relação ao mês anterior e de 19,6 % em relação a março do ano passado. “Entretanto, considerando a taxa média de câmbio nos meses analisados, o preço médio do mel exportado em março deste ano (R$ 5,13/kg) foi 7,9% inferior ao do mês anterior (R$ 5,17) e ao de março de 2009 (R$ 5,55/kg)”, relata aquele analista, explicando que o preço médio do mel por Estado foi: Ceará (US$ 3,08/kg); Paraná (US$ 3,04/kg); Santa Catarina (US$ 3,00/kg); Rio Grande do Sul (US$ 2,84/kg); Piauí (US$ 2,81/kg); São Paulo (US$ 2,77/kg) e Minas Gerais (US$ 2,73/kg).

Em contato com a equipe do Programa Domingo Rural ele explicou que no mês de março deste, o maior exportador foi o São Paulo com US$ 1. 641.674,00, que o segundo exportador foi o Rio Grande do Sul com US$ 1.194.769,00, que o Ceará ficou em terceiro lugar com US$ 1.173.076,00, o Piauí o quarto exportador, com US$ 1.011.622,00, Santa Catarina, com US$ 1.008.923,00 ficou em quinto lugar e que o sexto, o sétimo e o oitavo exportadores foram, respectivamente, o Paraná (US$ 414.865,99), o Rio Grande do Norte ( US$ 376.036) e Minas Gerais (US$ 102.657,00).

Outra importante informação evidenciada por aquele analista é que no mês de março, os Estados Unidos foi o principal destino das exportações brasileiras de mel, respondendo por mais da metade (58,2%) da receita total das exportações de mel (US$ 6.923.622,00), ao preço de US$ 2,82/kg, que a Alemanha foi segundo mercado de mel, com uma receita de U$$ 1.469.333,00, significando 21,2% do valor total exportado, ao preço de US$ 2,98, que o Reino Unido absorveu 13,6% (US$ 941.183,00) das exportações, pagando US$ 2,83/kg e que os outros países europeus importadores de mel do Brasil foram: Áustria (US$ 229.824,00); Canadá (US$ 189.119,00); Espanha (US$ 63.663,00). Tiveram exportações residuais de mel para o Japão, Hong Kong e Peru. “Vinte e três empresas exportaram mel em Março de 2010. Apenas seis empresas responderam por 63% do valor das exportações de mel do Brasil, no primeiro trimestre deste ano: duas de São Paulo; uma do Rio Grande do Sul; uma de Santa Catarina; uma do Ceará e uma do Piauí. Outras seis empresas responderam por 24% da receita de exportação, através dos seguintes Estados: duas de São Paulo; uma do Ceará; uma do Rio Grande do Norte; uma do Paraná e uma do Piauí. Sete exportaram 12% da receita total e 04 empresas responderam por apenas 1% do mel exportado, conforme quadro abaixo”, explica Resende.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top