Campesinos discutem políticas para o campo com Incra-Pb dentro da Jornada por reforma agrária

Aproximadamente 300 trabalhadores rurais ligados a movimentos sociais do campo estiveram, na manhã desta terça-feira (23), no prédio da Superintendência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) na Paraíba, em João Pessoa, como parte da Jornada Nacional por Reforma Agrária, que terá mobilizações simultâneas em todo o País e foi iniciada na última segunda-feira (22) pela Via Campesina e pela Assembléia Popular, quando foi montado o Acampamento Nacional em Brasília.

A informação é da assessora de comunicação da autarquia na Paraíba, Kalyandra Vaz, ao contatar com Estúdio Rural, justificando que na pauta nacional de reivindicações há, além de questões referentes à reforma agrária, a discussão sobre o uso de agrotóxicos, o novo código florestal, a renegociação das dívidas de pequenos agricultores junto a instituições financeiras e a redução de tarifas de água e de energia.

Vaz explicou que na capital paraibana, o movimento conta com o apoio de ONGs, sindicatos, estudantes e entidades religiosas, e pretende mobilizar cerca de mil pessoas e que no final da manhã, uma comissão formada pelas lideranças dos movimentos foi recebida pelo superintendente do Incra-PB, Lenildo Dias de Morais, e por representantes da Superintendência Estadual de Administração do Meio Ambiente (Sudema) e do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) para discutir o licenciamento ambiental dos assentamentos que vem sendo realizado através de acordo de cooperação entre o Incra e a Sudema, e o endividamento bancário de assentados e agricultores familiares.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Universo Rural
Foto  : Kalyandra Vaz

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top