Coordenação e representantes de laticínios pernambucanos discutem mudanças de cadastro no ‘Leite de Todos’

A coordenação do Programa Leite de Todos reuniu esta semana na Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária (SARA), representantes de laticínios pernambucanos, para discutir mudanças no cadastro dos participantes do programa.

A informação é da assessora da secretaria, Amanda Souza, justificando que, segundo o superintende técnico da Secretaria, coordenador da ação, Manoel Filgueiras, as modificações começarão a ser implantadas dentro de 15 dias, acrescentando que a proposta objetiva assegurar um melhor controle no que diz respeito aos produtores/fornecedores. “Para processar o leite do Programa, os participantes do Leite de Todos, deverão recadastrar CPF (ativo) sem irregularidades e apresentar Declaração de Aptidão (DAP) do Pronaf”, explica.

Amanda informou que a riariamente são distribuídos 96.500 litros de leite de vaca e 10.000 litros de leite de cabra, beneficiando 106.500 famílias com investimentos dos Governos Federal e do Estado da ordem de R$ 43.973.980 milhões para o período do convênio que vai até dezembro deste ano e que, segundo Filgueiras, atualmente 20 laticínios e 5 mil produtores estão cadastrados, sendo 2,3 mil fornecedores ativos do Programa, informou Filgueiras.

Aquela assessora acrescentou que o Leite de Todos é realizado em Pernambuco em convênio com o Ministério de Desenvolvimento Social (MDS), executado pela Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária (SARA) e está presente em 159 dos 184 municípios de Pernambuco.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Universo Rural
Foto  : Lucas Chateaubriand

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top