Desenvolvimento Agrário entrega retroescavadeiras para 42 municípios paraibanos

Representações de municípios de diversos territórios paraibanos, parlamentares, governo do estado, lideranças da atividade camponesa, dentre outras prestigiaram o evento de entrega de retroescavadeiras para prefeitos e prefeitas de 42 municípios paraibanos contemplados com os equipamentos que fazem parte do financiamento dos recursos do PAC2 Programa de Aceleração do Crescimento com recursos não reembolsáveis.

O evento de entrega aconteceu na manhã da última sexta-feira(29/06), em Campina Grande, contou com participação dos gestores beneficiados acompanhados de operadores de máquinas que participaram de capacitação durante os dias 13 e 14 e que ficarão na responsabilidade de operacionalizar esses equipamentos nas ações da agricultura familiar de cada município.

O tema foi evidenciado no Programa Universo Rural da Rádio Bonsucesso de Pombal AM 590 kHz da última sexta-feira(29/06) e Programa Domingo Rural deste domingo(01/07) via Rádio Serrana de Araruna AM 590 kHz em conexão com as emissoras parceiras com entrevistas concedidas por lideranças beneficiárias e agentes políticos presentes. “Essas máquinas têm uma multifunção nos nossos municípios, elas são reguladoras de estradas vicinais, elas fazem barreiros, pequenos açudes para melhorar a qualidade de vida do homem do campo, auxiliará as prefeituras nas mais diversas formas e qualidade, nós estamos participando de programas junto ao governo federal habilitando os municípios e esperamos que, em mais ou menos dois anos, todos os municípios da Paraíba sejam selecionados com maquinários agrícolas, maquinários para a formação de equipamentos que possam dar aos prefeitos um tipo de patrulha mecanizada que viabilize a sua ação e melhore a eficácia da sua administração”, explica o senador Vital do Rego Filho(PMDA-PB).

Manoel Antônio de Oliveira, Nequinho, é componente do Pólo Sindical da Borborema, diretor do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Alagoa Nova e membro do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável daquele município e, ao participar de nossos Programas, falou do papel que o Fórum de Desenvolvimento do Território da Cidadania tem exercido no direcionamento desses recursos e explica que essas mesmas práticas devem continuar acontecendo, através dos conselhos, em cada município. “Esse é um bom momento porque isso é uma reivindicação do território, então isso foi o território que reivindicou há quatro anos mais ou menos com as reuniões dos territórios ocorridas na Paraíba e então o MDA hoje está cumprindo e entregando essas máquinas que vai servir para os agricultores da agricultura familiar”.

Participante de nossos Programas, o ex delegado do Desenvolvimento Agrário e atual secretário da Agricultura do Estado da Paraíba, Marenilson Batista da Silva, fez um balanço das discussões desenvolvidas durante o Governo Lula I e II e que vem frutificar na atual gestão governamental federal, ação que beneficiará os governos do estado e municipais já que as ações da Emater e Emepa estão presentes na base municipal da agricultura local. “Com certeza, eu acho que é exatamente isso, não se faz agricultura sem o governo federal, sem o governo do estado, a participação dos municípios é fundamental e esses equipamentos chegam exatamente pra ir ao encontro, porque a gente está trabalhando com a Emater também e que os municípios se engajem nesse processo garantindo também recursos para a questão da agricultura, seja em contrapartida e seja em parcerias garantindo o desenvolvimento da base produtiva”, explica.

José Ernesto dos Santos Sobrinho é prefeito da cidade de Arara, recebeu o equipamento e comentou a importância do implemento para o desenvolvimento da agricultura local. “É extremante importante essa parceria do Governo Federal e Governo Municipal, na verdade a gente tem notado que nos últimos anos, de 2003 prá cá, houve uma mudança significativa em relação as parcerias do governo federal com governo municipal e na verdade só vem fortalecer os municípios, você veja o que está ocorrendo hoje aqui, isso é extremante maravilhoso porque os municípios com os recursos próprios não teriam condições de adquirir equipamentos dessa magnitude, com essas máquinas nós vamos poder conservar as estradas vicinais do município já que o município também não tem recursos para estar alugando máquinas para fazer essa manutenção, de forma que vai beneficiar o pequeno agricultor, vai beneficiar toda a comunidade, especialmente a comunidade da zona rural”, explica Zé Ernesto.

Cláudio Regis é prefeito da cidade de Remígio, Curimataú paraibano, foi contemplado com a ação, participou do Programa Domingo Rural e Universo Rural falando sobre a importância das discussões territoriais e sobre as ações conquistadas por aquele município junto ao Ministério do Desenvolvimento Agrário e outros órgãos do governo federal. “Faz parte de uma luta, há dois anos fizemos a requisição dessa máquina aí, graças á Deus agora só temos que agradecer ao nosso amigo Lula, que ainda pegou o tempo dele, e Dilma agora que está fazendo uma ótima administração não só para Remígio, mas para toda a Paraíba e para todo o Brasil, está de parabéns, isso aí vai ajudar muito aos agricultores da nossa região fazendo pequenas barragens e muito serviço de serventia grandiosa como também estamos agora recebendo também uma patrol, o dinheiro já está em conta, já licitamos, já pagamos e estamos só esperando a chegada da patrol neste mês de julho ainda. Então fomos presenteados, graças á deus, com essa retroescavadeira e uma patrol agora com o governo federal”, explica Regis ao dialogar com os ouvintes das emissoras parceiras falando sobre as dificuldades enfrentadas em períodos de chuva com degradação das estradas o que tem feito com que a prefeitura se obrigue a alugar máquinas especializadas para e efetivação dos serviços. “É verdade, hoje estamos terminando todas as estradas, estamos com duas patrol locadas hoje, mas como eu lhe digo, graças á Deus deixar agora uma patrol zero e uma retroescavadeira para o futuro da região, não vamos mais precisar pagar aluguel e isso é uma despesa que se tira dos cofres do município e é grandiosa. Hoje a gente gasta em média três, quatro, cinco meses fazendo estradas já que a zona rural nossa é imensa”, explica.

Nesta etapa foram contemplados os municípios de Alagoa Nova, Arara, Areal, Baia da traição, Baraúna, Borborema, Cacimbas, Cacimba de Dentro, Caldas Brandão, Capim, Casserengue, Congo, Coxixola, Cuité, Desterro, Esperança, Itapororoca, Jacaraú, Livramento, Lucena, Mãe D’agua, Monteiro, Mari, Massaranduba, Parari, Pedras de Fogo, Pedro Régis, Pitimbu, Prata, Queimadas, Remígio, Riachão do Poço, Rio Tinto, São José dos Cordeiros, São José dos Ramos, São Miguel de Taipú, São Sebastião de Lagoa de Roça, Sapé, Sobrado, Sumé, Teixeira e Zabelê.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top