Em Alagoas: Algodão orgânico segue em mais um ano de saberes aprimorados e produção em campo

A produção do algodão orgânico em municípios do alto sertão de Alagoas continua sua trajetória com as dinâmicas das famílias agricultoras e suas entidades no processo de produção nos sistemas agroalimentares.

Entrevistada no Programa Domingo Rural, a agricultora e mobilizadora social, Ana Cristina Accioly, do município de Piranhas, alto sertão de Alagoas, explicou detalhes da produção em municípios daquela região sertaneja. “Aqui em Alagoas a gente iniciou o plantio entre abril e maio, a gente teve muita chuva no início, inclusive alguns plantios prejudicados pela quantidade anormal de chuva para o período, então enterrou muita semente, o algodão foi levado em enxurradas, a gente teve necessidade de bastante replantio que gerou um processo um pouco mais demorado, de forma que no final de maio a gente estava encerrando a rodada de plantio”, explica aquela liderança alagoana ao dialogar com nosso público ouvinte.

Accioly falou sobre os entraves seguidos com veranicos e volta das chuvas, mas diz que há uma expectativa boa para o processo de produtividade da cultura algodoeira na diversidade da agricultura familiar componente das dinâmicas. “Tivemos um ano também de pandemia bastante prejudicado no acompanhamento técnico sendo feito de forma remota e isso tudo dá uma tumultuada no acompanhamento, mas estamos seguindo com esperança ter termos uma produtividade razoável, a gente não teve o número de famílias nem de terra muito aumentado, a gente talvez produza a mesma quantidade da safra do ano passado”, justifica.

O projeto do algodão orgânico no território é composto por famílias dos municípios Inhapi, Canapi, Mata Grande, Água Branca, Delmiro Gouveia, Olho d`Água do Casado, Pariconha e Piranhas envolvendo dezenas de hectares em produção e pesquisas participativas.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural /

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top