Estudantes da UFCG de Sumé desenvolvem projeto e participam de atividade em cidade do Pará

A equipe de estudantes do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido UFCG de Sumé está desenvolvendo atividades no município de Colares, no Pará, dentro da Operação Forte do Presépio numa ação do Projeto Rondon, sob coordenação dos professores Bruno Medeiros Roldão de Araújo e Maria da Conceição Gomes de Miranda do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido.

Segundo o assessor de comunicação da UFCG, Renato Barreto, o trabalho das equipes foi iniciado na última terça-feira, 9 de julho, prolongando-se até o próximo dia 20 deste mês com atividades atividades nas áreas de Meio Ambiente, Tecnologia, Produção e Trabalho e Comunicação.

Rosenato conta que, dentre as atividades do projeto no município, estão agendadas a realização de oficinas, palestras, cursos, exibição de filmes, visitas domiciliares para conscientização epidemiológica e aplicação de noções de saneamento aos moradores locais, mutirões de saúde e orientação ambiental, reuniões com secretários do município, atividades culturais e encerrando, com uma feira/exposição de atividades.

Ele explicou que em Colares, além da equipe da UFCG, também está atuando uma equipe da Universidade Santa Cecília (Unisanta), de Santos-SP. “Antes de seguir para Colares, as equipes foram recebidas e acolhidas na cidade de Belém, no 2º Batalhão de Infantaria da Selva (2º BIS)”, explica Rosenato acrescentando que o Projeto Rondon é coordenado pelo Ministério da Defesa enquanto projeto de integração social que envolve a participação voluntária de estudantes universitários na busca de soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes e ampliem o bem-estar da população e objetiva contribuir para a formação do universitário como cidadão; Integrar o universitário ao processo de desenvolvimento nacional, por meio de ações participativas sobre a realidade do País; Consolidar no universitário brasileiro o sentido de responsabilidade social, coletiva, em prol da cidadania, do desenvolvimento e da defesa dos interesses nacionais; e, estimular no universitário a produção de projetos coletivos locais, em parceria com as comunidades assistidas.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top