Gestores fazem festa com chegada de máquinas sem falar da origem dos recursos e são denunciados na Assembleia e Câmara Federal

A alegria e satisfação dos prefeitos e dos agricultores e componentes da agricultura familiar em receber as máquinas advindas do Ministério do Desenvolvimento Agrário(MDA) foi tema evidenciado no último dia 05 de agosto, na tribuna da Câmara Federal, pelo deputado Luiz Couto(PT-PB) e no dia 07 de agosto, na Assembleia Legislativa, pelo deputado estadual, Frei Anastácio(PT), mas ao mesmo tempo foi colocado em evidência a preocupação daqueles parlamentares ao receberem informações de que os gestores estão deixando de informar a população sobre a origem dos recursos.

Eles lembraram que são recursos sem reembolso por parte do município e do estado e que, desta forma, ficaria claro que os entes federativos teriam papel a ser exercido para ser somado aos empreendimentos federais. style=mso-spacerun: yes>   Prefeitos e prefeitas fazem festas, carreatas e folguedos quando as máquinas do PAC 2 chegam aos seus respectivos municípios. Todavia, são raros os prefeitos, como o Dr. Germano, de Belém do Brejo do Cruz, que dão ênfase e divulgam para a população que aquelas máquinas, assim como os ônibus do Programa Caminhos da Escola, e vários outros programas, têm como protagonismo governamental a presidente Dilma Rousseff, enfatiza o federal Luiz Couto.

Enquanto isso, o estadual Anastácio (foto) solicitou, na tribuna da Assembleia Legislativa, que os gestores municipais tenham zelo e respeito com as máquinas que estão recebendo do governo federal e comentou que existem prefeitos fazendo carreatas pelas ruas das cidades, com as máquinas, dizendo que foram eles que compraram os equipamentos e falou do papel que as entidades nos territórios terão a exercer para esclarecer sobre a função dos equipamentos e origem dos recursos e, daí, cobrem implementações por parte dos gestores locais para o fortalecimento da agricultura familiar no município e no território. “É festa com o chapéu dos outros”, enfatizou Anastácio ao se reportar ao comportamento dos gestores.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top