Manipulação de plantas medicinais é tema de curso ofertado por cooperativa no Brejo

SR230915aCerca de 15 agricultores e agricultoras assentados do Assentamento Emanoel Joaquim, no município de Areia, Brejo paraibano, participaram de um curso modular ofertado pela Cooperativa de Trabalho Múltiplo de Apoio ás Organizações de Autopromoção (COONAP) que presta serviço de Assessoria Técnica Social e Ambiental (ATES) nos assentamentos do lote 5 da Borborema, através do contrato com o INCRA/PB.

Conforme a assessora de comunicação daquela cooperativa, Suzana Araújo, a atividade foi ministrada pela bioquímica Elizabete Vitoriano Pereira Porto objetivou capacitar os assentados e assentadas que já utilizam os fitoterápicos como fonte de renda, para usarem as ervas medicinais no preparo dos produtos, afim de que, eles façam o uso consciente das ervas e as manipule de forma correta. “A capacitação foi realizada em três etapas, de acordo com Elizabete Vitoriano o ponto de partida inicial foi explicar o quanto é importante conhecer a planta e sua função”, relata Suzana ao dialogar com nossa equipe Stúdio Rural.

Suzana explica que a curso seguiu uma dinâmica iniciada pela primeira etapa abordando a parte teórica com os cuidados e como evitar acidentes de trabalho, e em seguida foi realizado um levantamento das plantas que existem no assentamento, numa Segunda etapa foi trabalhado o processo de conservação das plantas medicinais através da tintura e secagem, e após foi dado início a preparação do óleo de cravo indicado para fungos nas unhas e dor de dente e preparado o descongestionante nasal para sinusite, renite e dor de cabeça. “Ainda nesta etapa foi confeccionada a pomada, usando como base a cera de abelha”, acrescenta aquela jornalista detalhando todas as etapas do curso e o grau de satisfação dos participantes. “Para a assentada Maria das Dores que já confecciona algumas receitas naturais, a capacitação foi um momento a mais de aprendizado”, relata.

Suzana informou que o curso modular de manipulação em produtos fitoterápicos é uma atividade do plano de trabalho daquela cooperativa que presta serviço de Assessoria Técnica Social e Ambiental (ATES) através do contrato com o INCRA/PB e que o Assentamento Emanoel Joaquim é acompanhado pela COONAP a cerca de 4 anos, pelos técnicos Jesse Arthur Batista e Rosângela Maria Mota que são responsáveis pela assessoria da ATES.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top