Município de Solânea realiza IV Cavalgada e Missa do Vaqueiro

No próximo domingo, dia 09 de junho, o município de Solânea vai realizar a IV Cavalgada e Missa do Vaqueiro em evento que se inicia no Haras Wel Ranch, na BR 104 entre a cidade de Arara e Solânea. As atividades se iniciam a partir das 06:30 horas com um café da manhã, concentração do vaqueiro, missa celebrada pelo padre Geraldo Bernardi e em seguida a cavalgada com destino ao centro da cidade de Solânea.

O tema foi evidenciado no Programa Domingo Rural(02/06) a partir de entrevista com o secretário de agricultura de Solânea, José Helton Martins de Sousa que, ao participar do Domingo Rural, falou sobre o evento, informando que o evento foi criado em respeito ao homem do campo como forma fortalecer a cultura e ao mesmo estimular a vida no meio rural para o processo de participação e superação diante das dificuldades enfrentadas no dia a dia do semiárido da região. “O ano passado foi em torno de 1200 vaqueiros, este ano acho que o público vai ser bem maior devido a organização e o respeito eu se tem a esse evento que tem como finalidade divulgar a cultura nordestina, sem fins lucrativos, totalmente cultural onde o vaqueiro tem um café da manhã, em seguida a missa, a cavalgada e tem um encontro onde temos um forró pé de serra com churrasco a disposição dos vaqueiros, todos receberão camisetas padronizadas com emblema da cavalgada e este ano estamos cobrando R$ 5,00 reais como ajuda para os aboiadores que os custos não é tão barato, são três aboiadores; e também um quilo de alimentos não perecíveis para ajudar pessoas pobres, principalmente o homem do campo”.

Helton explicou que após as atividades iniciais no parque haras será dado início a cavalgada na BR com destino ao centro da cidade com expectativa de que a chegada aconteça aproximadamente às 12 horas quando, então, será servido alimentos e compartilhado muita cultura com o público presente. “Nós queremos que a região participe, todo o homem ligado ao meio rural está convidado, recebe a camisa, com certeza um boné ofertado por patrocinados, são mais de mil camisas feitas, mais de 1500 bonés, alimentação a vontade, café da manhã e todos sintam-se convidados, todos que gostam dessa vida, que admira participe pra não deixar morrer essa tradição” argumenta Helton em parte de seu diálogos com os ouvintes do Domingo Rural em rede.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top