Ocupação de laticínio cria novas perspectivas para pecuaristas em Barra de Santana

SR240915cA ocupação do Laticínio leite Sant’Ana, desativado a aproximadamente três anos, na cidade de Barra de Santana, está criando novas perspectivas para os pecuaristas daquele município caririzeiro que, após amplas discussões junto as entidades sociais representativas, no último dia 08 ocuparam aquele ambiente estruturado com recursos públicos que se encontra com todos os equipamento sem nenhum funcionamento e passando por desgastes em consequência do longo tempo sem uso e sem manutenção.

O tema foi trabalhado no Programa Esperança no Campo e Programa Domingo Rural dos dias 12 e 13 de setembro, evidenciando que por volta das 10:30 horas da terça-feira(08), produtores rurais liderados por componentes da Associação dos Produtores de Leite e Derivados, apoiados pela CUT-PB e representações de entidades cutistas abriram o portão principal e adentraram ao pátio da empresa e suas instalações o que gerou conflito com Cícero Pereira Ludgério que aguardava os manifestantes e que, ao dialogar com Stúdio Rural, explicou que a empresa estava fechada somente desde o início de 2015 o que foi contestado pelos produtores e lideranças presentes.

Severino Caetano de Luna, Tidinha, é agricultor pecuarista residente na comunidade Malhadinha, conversou com nossa equipe sobre a importância da pecuária de Barra de Santana que é tida como potente bacia leiteira da região e do estado e garante que, com a nova estrutura renovada e em funcionamento, os produtores terão melhores condições de fortalecerem sua produção com produtividade. “Como você viu, o equipamento aí todo parado e a gente tendo uma grande necessidade de beneficiar nosso leite e que eu mesmo tenho vontade de registrar meu produto, mas fica caro pra mim sozinho, mas como aqui vai ser uma associação ou uma cooperativa vai ficar bem mais fácil pra gente fazer nosso produto aqui com o selo”, explica aquele agricultor asseverando que hoje já tem condições de abastecer o empreendimento com cerca de 350 litros de leite mesmo em consequência da seca que perdura desde 2012.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top