ONG paraibana ganha prêmio por trabalhar experiência na agricultura familiar

A ONG Arribaçã, entidade com sede na cidade de Remígio, foi agraciada com o Prêmio parceria 2008 tratando da parceria entre empresas e ONGs premiando 10 experiências numa premiação feita pela Aliança Interage e pelo Instituto Empresarial Pela Cidadania, ONGs que são sediadas na cidade do Recife.

Stúdio Rural conversou com o articulador político da Arribaçã, Marenildo Batista da Silva(foto), que fala sobre o significado da premiação para aquela organização que trabalha experiências com famílias de agricultores no Estado da Paraíba dentre as quais a produção de algodão orgânica e integrada no Assentamento Queimadas no município de Remígio.

Ele informou que a premiação foi entregue na última terça-feira(17) no Forte das cinco pontas no bairro São José em Recife onde representações da organização e da Coopnatural, empresa paraibana também contemplada pela parceira existente com o Projeto Escola Participativa do Algodão do Assentamento Queimadas e que estimula a prática da produção do algodão orgânico, sustentável e dentro de uma metodologia de mercado de preços justos a partir das culturas de algodão branco e colorido. “No ano passado nós formamos uma parceria com a Cooperativa e que trabalha com o algodão orgânico e colorido e essa experiência é que foi premiada”, justifica Batista.

O articulador disse que o prêmio tem um valor simbólico de muita importância para o fortalecimento da experiência e da ONG junto as diversas parceiras que trabalham com experiências sustentáveis na agricultura familiar a exemplo do Patac, AS-PTA, Eco-Borborema, Sindicatos de Trabalhadores Rurais, Emater dentre outras e principalmente as famílias de agricultores experimentadores nas microrregiões do Estado da Paraíba. “Hoje esse projeto está ganhando uma dimensão estadual e a gente está com parcerias com o Patac, com CEPFES lá no Teixeira e além do mais a gente está desde 2006 construindo a Rede Nordeste de Algodão Agroecológico e que é fundamental ter-se esse reconhecimento enquanto instituição de que esse prêmio é prêmio para essas parcerias sendo só simbolizada através da Arribaçã e Coopnatural que é empresa compradora do algodão”, comemora.

A liderança acrescentou que a premiação contemplou a entidade com 10 mil reais que serão investidos nas experiências das entidades ligadas a vida das famílias de agricultores e agricultoras ao tempo em que disse ser um prêmio que dar um recado de que as entidades e os agricultores estão no caminho certo, da sustentabilidade e para o fortalecimento das instituições.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top