Parceria do MDA e governo do RN contempla 70 municípios com veículos e kits de informática

Com objetivo de fortalecer a agricultura familiar no Rio Grande do Norte será oficializado o projeto “Campo Mais Forte” em evento de lançamento que acontecerá nesta sexta-feira(22) às 10:30 horas no Olimpo Recepções da Avenida Omar O´Grady (prolongamento da Prudente de Morais) numa ação do MDA em parceria com o Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Emparn e Emater.

Segundo a assessora de comunicação da Emater, Luciana Oliveira, o projeto tem por objetivo fortalecer os serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) no interior do estado, que como parte dos investimentos do projeto serão cedidos 70 automóveis e computadores com impressora para 70 municípios do estado, explicando que os veículos serão entregues por meio de termo de comodato, assinado pelo Governo do Estado, a Emater, as prefeituras e o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). “A solenidade de entrega dos veículos e dos computadores contará com a presença do ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, da governadora do estado, Wilma de Faria e seu secretariado, dos prefeitos dos municípios contemplados e seus secretários de agricultura, além de membros de conselhos municipais de Desenvolvimento Rural e Sindicatos de Trabalhadores Rurais”, relata aquela assessora ao dialogar com a equipe Stúdio Rural, lembrando que também participarão os técnicos em extensão rural indicados pelos municípios e da Emater.

Ela informou que o projeto soma R$ 4.007.500,00, sendo R$ 3.606.750,00 originários do MDA, repassados através da Caixa Econômica Federal, com contrapartida do Rio Grande do Norte de R$ 400.750,00 e acrescentou que a parceria com as prefeituras terá inicialmente duração de 60 meses e faz parte do conjunto de iniciativas do Pacto Federativo e que cada novo técnico envolvido vai ampliar o acesso à assistência técnica gratuita para 120 novos agricultores familiares por ano, conforme previsto nas metas do Pacto. “O projeto ‘Campo Mais Forte’, além de prestar assistência técnica e extensão rural voltada para a produção agropecuária, vai desenvolver ações de combate à pobreza, ao analfabetismo, à mortalidade infantil, à exclusão digital e garantir a segurança alimentar e nutricional da população”, explica.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top