Pesquisa estadual e federal instalam módulos para produzir mudas de cajueiro em estações no RN

SR290516eA EMPARN, Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte, em parceria com a Embrapa, está em processo de instalação de quatro módulos experimentais para a produção de mudas de cajueiro.

O tema foi evidenciado no Programa Domingo Rural de Serrana de Araruna, na manhã deste domingo(29) explicando que, conforme a assessoria da empresa potiguar de pesquisas, o objetivo é estimular os produtores do Estado a renovar os seus pomares e, assim, retomar a produção com variedades de ciclo precoce e de tolerância à escassez de água. “Segundo o diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da EMPARN, José Simplício de Holanda, os experimentos estão sendo instalados na base física (Estação Experimental), do Jiqui, e, em propriedades em Apodi, além das três regiões de maior produção do Estado, em Serra do Mel e Severiano Melo, na região Oeste e Lagoa Nova, na Serra de Santana. Estão sendo utilizados 21 clones de cajueiro nos quatro experimentos, sendo dois desenvolvidos pela própria empresa estadual de pesquisa”, explica Domingo Rural a partir de informações repassadas pela assessoria daquela entidade estadual de pesquisas.

Conforme aquela assessoria, recentemente, José Simplício e o pesquisador da EMPARN, João Maria Pinheiro participaram de uma reunião no escritório do Oeste do Sebrae/RN, em Apodi, com o objetivo de reativar o Comitê Gestor da Cajucultura e que além da EMPARN e do SEBRAE, participam do comitê a Fundação Banco do Brasil, a EMATER, CONAB, associações e cooperativas que, juntas, objetivam a renovação dos pomares trabalhando com perspectivas de chuvas regulares em 2017.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Faça um comentário

Todos os campos obrigatórios são marcados como (requerida). Seu Endereço de e-mail não será publicado

Voltar para o topo