Projeto Água Doce de Amparo realiza Dia de Campo sobre ações sustentáveis integradas

Dando continuidade ao trabalho de agricultura sustentável com referência o beneficiamento da água de beber associada a um conjunto de ações integradas que envolvem criação de peixes com o rejeito da água salina que sobre no processo de purificação da água destinado ao consumo da comunidade, plantio da erva sal(Atriplex) que será destinado a alimentação do rebanho caprino e ovino é a meta de um Dia de Campo que acontecerá na Fazenda Mata no município de Amparo, Cariri Ocidental paraibano.

Segundo a secretária de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano, Ministério do Meio Ambiente, Solange Amarilis dos santos, o evento acontecerá no próximo dia 30 e explicou que a Unidade Demonstrativa é um sistema de produção integrado, desenvolvido pela Embrapa Semiárido onde são realizadas visitas, exposições, aulas e demonstrações com o objetivo de multiplicação do modelo. Na ocasião será realizado dia de campo do Programa Água Doce visando à capacitação de gestores e produtores rurais sobre o tema: aproveitamento produtivo sustentável do efluente salino gerado por sistemas de dessalinização.

Amarillis informou que o sistema de produção integrado utiliza os efluentes da dessalinização de águas subterrâneas, salobras ou salinas, e é constituído por três subsistemas interdependentes, formando uma cadeia sustentável: aqüicultura, produção de erva-sal e feno. “É uma combinação de ações integradas, de forte impacto social, que, além de produzir água potável para as comunidades atendidas, proporciona o aproveitamento dos efluentes gerados pelo processo de dessalinização. Como resultado, há melhoria da qualidade de vida da população, aumento da segurança alimentar e redução dos impactos ambientais”, relata aquela autoridade ao dialogar com a equipe Stúdio Rural.

Ela lembrou ainda que a Unidade Demonstrativa foi implantada sob a coordenação do Ministério do Meio Ambiente por meio da Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano, com supervisão técnica da Embrapa Semi-Árido, com o apoio da Fundação Banco do Brasil, em parceria com a Associação Técnico Científica Ernesto Luiz de Oliveira Júnior – Atecel/PB, Laboratório de Sociologia Aplicada da Universidade Federal de Campina Grande, Embrapa Meio Ambiente, Governo do Estado da Paraíba e a Prefeitura Municipal de Amparo.

O evento, informou Solange Amarillis, é uma iniciativa da Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente, da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos e da Ciência e Tecnologia/PB e da Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e Pesca /PB.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top