Projeto de cooperação técnica seleciona consultores por produto

O Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural da Secretaria de Agricultura Familiar através de seu Projeto de Cooperação Técnica, seleciona consultor por Produto para trabalhar em Ater Indígena.

Segundo a equipe de formação, na condição de consultor está sendo oferecido ma vaga com a meta de fornecer subsídios técnicos ao DATER/SAF/MDA objetivando a melhoria dos instrumentos de políticas públicas e das ações de ATER com os povos indígenas do Brasil. “Para isto, o foco será a implementação da PNATER no que se refere as especificidades dos povos indígenas, a sistematização de informações sobre as ações de ATER em Áreas Indígenas em curso no país e que necessitam de especial atenção do DATER para o estabelecimento das parcerias e para a formação da Rede de organizações de ATER que atuam com comunidades indígenas”, esclarece.

Com formação de nível Superior está sendo oferecido uma vaga para componente com pós-graduação ou habilitação em Antropologia Social, com experiência mínima de 3 anos na questão indígena, experiência de pesquisa, publicações ou trabalhos técnicos no âmbito da Antropologia Social sobre a implementação local de programas ou gestão de políticas públicas voltados ao etnodesenvolvimento de comunidades indígenas e em temas próprios do desenvolvimento rural sustentável, assistência técnica e extensão rural, comercialização, organização da produção, aproveitamento dos recursos naturais, para os povos indígenas.

Aquela representação lembra ainda que a contratação tem vigência de 12 meses, que os candidatos deverão encaminhar seus currículos, com identificação do código no campo assunto para o seguinte e-mail: contrato06010@gmail.com, anexando o documento no corpo de e-mail, até às 20:00h do dia 10/01/2010 e que serão desconsiderados os currículos encaminhados somente como ‘arquivo anexo’. “Os candidatos que tiverem seus currículos aprovados serão submetidos a entrevista. Não serão contratados servidores públicos (federal, estadual ou municipal) ativos ou sob quaisquer tipo de licença, ressalvadas as situações previstas no art. 37, inciso XVI, Constituição Federal”, finaliza.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top