Queimadas realiza Jornada de Inclusão e prefeitura faz entrega de sementes da paixão

A cidade de Queimadas realizou na última terça-feira(29/04) a segunda jornada de Inclusão Produtiva, momento em que a prefeitura inovou fazendo entrega de semente de milho da paixão comprada a agricultores locais e distribuída com as famílias agricultoras do município.

Promovida pela Secretaria do Desenvolvimento da Agropecuária e Pesca do Governo do Estado via Ematet, o evento contou com a presença de centenas de agricultores e agricultoras, agentes de desenvolvimento de instituições bancárias, extensionistas, autoridades diversas e fez entrega de semente de sorgo, palma resistente a Cochonilha do Carmim que associados a semente do milho objetivam fortalecer a pecuária municipal e a safra agrícola 2014.

O agricultor Osvaldo Nóbrega da Silva reside e trabalha na comunidade Velez, participou do evento, recebeu as variedades ofertadas e concedeu entrevista a Stúdio Rural falando sobre a importância do evento enquanto espaço expositivo e de prestação de serviços, comentando ser espaço de ajuda aos agricultores que vêm sofridos em consequência da seca que se arrasta desde agosto de 2011 e que busca sempre ser subsidiado pelos governos no sentido de dar continuidade as atividades produtivas. “Recebi semente e variedades de palma, agora é só chegar e plantar, a terra já está pronta, já preparada e aqui quero parabenizar a prefeitura, a organização do nosso prefeito Jacó Maciel junto com o sindicato e a parceria com o governo do estado, parabenizar a todos porque isso aí é uma grande ajuda”, explica dizendo ter também sido beneficiado com o corte de terra por parte da prefeitura municipal.

Ana Paula Cândido é diretora do Sindicato dos Trabalhadores Rurais que participou do evento e disse ser um importante momento diante do conjunto das ações trabalhadas com a exposição dos produtos da agricultura familiar, do artesanato local e a afirmação que o movimento sindical vem alcançando via ações e debates junto a prefeitura municipal a exemplo da compra e distribuição da semente do milho produzido, comprado e distribuído dentro do município a partir de um pacto de negociação feito entre a prefeitura, Secretaria de Agricultura, sindicato e Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural objetivando fortalecer o trabalho com as variedades de sementes locais dentre outras ações voltadas ao desenvolvimento da agricultura e fortalecimento do agricultor. “E pra gente é satisfatória com as conquistas que a gente vem alcançando em debates que a gente vem tendo junto a Secretaria de Agricultura, junto ao Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural onde a gente vem conquistando espaço, os agricultores vêm tendo sua própria autonomia e pra mim o ponto mais positivo, dentro da jornada de inclusão, foi a questão da distribuição de sementes de milho que foi compra dentro do próprio município de Queimadas a agricultores de Queimadas, foi uma luta, mas a gente conseguiu mesmo, está aí todo mundo satisfeito e a Secretaria de Agricultura está de parabéns, a Emater na pessoa de Vladimir também está de parabéns por estar participando, por dar oportunidade a essas discussões e dizendo que é a sociedade civil sim, são os agricultores sim que decidem se querem ou não a semente do governo”, explica aquela liderança ao dialogar com Stúdio Rural.

Jacó Moreira Maciel é prefeito da cidade, é parte nos problemas e soluções daquela municipalidade, participou da abertura do evento, foi entrevistado por Stúdio Rural e informou ter uma avaliação positiva já que foi evento propositivo com entrega de ações e serviços para o bem da agricultura local, principalmente neste período em que a agricultura do semiárido vem sendo castigada por perídio que já beira os três anos de desfalque na oferta de alimentos para as pessoas e para o rebanho em razão da falta d’água, especialmente. “Tivemos presença, de forma maciça, dos agricultores neste evento, agradecer a parceria com a Emater, com banco do Brasil e a prefeitura teve, na pessoa do secretário da agricultura Palôla e todos que fazem a secretaria, a iniciativa de poder ajudar aos agricultores num momento, que eu vejo, um dos mais difíceis que estamos enfrentando por conta da seca que assola o Nordeste e a Paraíba tem sido um estado, posso dizer, um dos mais atingidos, e a nossa região que tem a maior zona rural do estado, está inserida dentro desse momento difícil que estamos enfrentando, mas a prefeitura tem tido o cuidado, o respeito, a atenção e tem investido para que esses agricultores possam ter, do nosso governo, essa atenção na distribuição de sementes de milho, de capim, de corte de terra e, graças á Deus, diante de todas as dificuldades que estamos enfrentando, existe prioridade no governo e uma das prioridades é ajudar aqueles que moram no zona rural, não que quem mora no zona urbana não precise, mas quem mora na zona rural, com o momento que estamos vivenciando, eles precisam muito mais do que aqueles que moram na zona urbana”, explica ao dialogar com Stúdio Rural.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top