Rural e urbano de Algodão de Jandaíra reivindicam reabertura de farmácia básica

Vereadores de oposição da cidade de Algodão de Jandaíra, Curimataú paraibano, explicam terem sido procurados por representações da população carente dos serviços de saúde naquele município justificando possível fechamento da farmácia básica daquele município que, em normalidade, funcionaria no centro municipal de saúde.

Em contato com Stúdio Rural, o vereador Rodrigo da Silva Luna explicou que recentemente foi feito uma fiscalização por parte do Conselho Regional de Farmácia o que motivou para que os parlamentares visitassem a unidade de saúde onde funciona a mesma e constataram a veracidade do caso. “Realmente, Tavares, tivemos uma cobrança muito grande da população a respeito da farmácia básica que está fechada no nosso município, então diante dessas cobranças em que a população não procurou só a minha pessoa enquanto vereador, mas também os cinco vereadores que fazem parte da bancada de oposição no nosso município e na oportunidade em que tivemos esse conhecimento fomos a unidade básica de saúde onde funciona a farmácia básica e lá constatamos que realmente esse serviço estava prejudicado, tivemos conhecimento que estava fechada em respeito a uma fiscalização que houve no dia anterior pelo Conselho Regional de Farmácia”, explica aquela liderança durante entrevista ao Stúdio Rural.   

Durante entrevista que será evidenciada no Programa Domingo Rural do domingo(23), Rodrigo informou que os parlamentares tentaram contato com a diretora e não conseguiram êxito, diz terem esperado por longo período sem que a diretora comparecesse na unidade de saúde e diz terem constatado que o local, ao invés de informar ser uma Farmácia Básica, identifica ser uma sala de reunião. “Na ocasião na qual nós fomos lá na unidade, tivemos uma conversa com a recepcionista na qual pedimos pra ter uma conversa com a diretora da unidade básica, no qual a recepcionista entrou em contato com a diretora, mas para a tristeza nossa que esperamos por mais de uma hora a diretora não compareceu pra dar esclarecimentos à nós vereadores”, explica Rodrigo Luna ao dialogar com nossa equipe reforçando a importante que teria a unidade por ser essencial para população já que tem a função de oferecer gratuitamente medicamentos básicos para pessoas mais carentes. “Estamos cobrando para que a gestão tome as providências necessárias por conta que, como eu disse, a farmácia já é básica e muitas das vezes, além de ser básica, ainda falta importantes medicamentos”, explica.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top