Secretário diz que agricultura intensificará ações na agroecologia de Montadas

Componente histórico do Pólo Sindical e das Entidades da Agricultura Familiar da Borborema, Joaquim Pedro de Santana(foto) assume a Secretaria de Agricultura do município de Montadas, Agreste paraibano, e garante que o município já vem fazendo um trabalho com a agroecologia e que o objetivo é ampliar as ações já que faz parte das propostas lançadas pelo grupo político durante a campanha eleitoral de 2012 dentro de um programa que tem no município a agricultura como o principal gerador de trabalho e renda e promoção social.

Entrevistado por Stúdio Rural aquela liderança fala sobre o quanto a sociedade construiu a expectativa em ter um governo que pense a agricultura como um importante indutor para o crescimento do município. “A minha expectativa é muito positiva porque nós estamos entrando numa gestão, digo nós porque estou fazendo parte do governo municipal e o nosso lema de campanha foi mudança e essa mudança o povo fez adesão a ela, por isso que nós elegemos o novo prefeito, e nós agora não podemos enganar o povo, porque eles pediram mudanças e mudaram o gestor e o gestor que nós estamos juntos com ele tem de mudar as ações e o modo de agir para com a população em geral no município de Montadas”, explica aquela novo secretário ao afirmar que daqui pra frente tudo será diferente.

Santana garante que a participação dele na administração pública daquele município é estimulada pela perspectiva de fazer um trabalho na agricultura que se sintonize com as ações e aspirações da sociedade organizada do município que já vem experimentando ações e práticas sustentáveis na perspectiva de gerar alimentos saudáveis, contribuir com a geração de trabalho, renda e com a segurança alimentar da municipalidade e garante que a gestão continuada que prevaleceu por muito tempo não valorizou a agricultura no município. “Por não ter secretaria, não tinha dinâmica nenhuma para dentro da pecuária nem da agricultura e nem se fala a questão agroecológica, alguma coisa que tinha feito, conforme eu disse antes foi feito por nós(movimentos sociais) e isso vamos fortalecer, primeiro com a questão de o poder público chegar mais perto dos agricultores e agricultoras já antes não tinham isso porque não tinha uma secretaria, não tinha nenhum grupo que sequer chegasse perto dos agricultores”, explica Pedro Santana dizendo que essa distância fazia com que as ações públicas não chegassem ao público como indutor para o crescimento.

Ele diz que a qualidade da agricultura é o mais forte a ser conquistado e garante que todas as decisões serão fruto de discutidas com a sociedade civil organizada do município e do Pólo da Borborema. “Pra você ter como exemplo faz 15 dias mais ou menos que eu participava de uma reunião no Pólo onde eu faço parte apesar de estar secretário de agricultura do município e eu dizia ao próprio Pólo que de minha parte não se preocupasse porque eu tenho um trabalho junto com o Pólo há quase quinze anos e não é por uma secretaria que eu vou enterrar esse trabalho que eu sempre fiz, pelo contrário, minha tendência, a tendência de Montadas e o prefeito que está lá tem muito claro disso porque nós discutimos isso antes da campanha. Agora depois da campanha é fazer uma junção do trabalho que a prefeitura vai começar na agricultura em sintonia com as ações do Pólo, da AS-PTA e dessa rede da articulação do semiárido que tem que entrar em parceria com o município”.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top