Sucroalcooleiros anunciam início de recuperação de estradas vicinais em canaviais paraibanos

A partir do início da segunda quinzena de outubro diversas estradas vicinais nos canaviais paraibanos serão recuperadas.

O processo de recuperação foi discutido em reunião que aconteceu na última quarta-feira (29/08) na sede do DER-PB e contou com participação de representantes da Asplan e das indústrias sucroalcooleiras com o superintendente do órgão estadual, Carlos Pereira e Silva.

Segundo a assessoria da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), News Comunicação, a iniciativa gerará benefícios para toda a sociedade já que não apenas a cana, mas a produção de pequenos agricultores terá seu escoamento garantido através das vias recuperadas e que o trabalho acontecerá numa parceria entre o Governo do Estado, através do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), a Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan) e as unidades industriais que processam cana-de-açúcar no Estado.

News informou que o diretor adjunto da Asplan, José Inácio de Morais Andrade, informou que a previsão é de que as obras já sejam iniciadas no dia 16 de outubro e que para o segmento essa é uma questão importantíssima, pois o tempo entre a colheita e a entrega da cana na usina precisa ser o menor possível, pois a cana não pode demorar a ser processada e para isso é preciso que haja boas estradas para que a entrega da produção seja feita em tempo hábil. “Ele aproveitou a ocasião para lembrar que a iniciativa de recuperação de estradas paraibanas através de uma parceria público-privada não é inédita no Estado, já que em 2009, quando era secretário executivo de Agricultura uma parceria semelhante foi firmada com o então governador Cássio Cunha Lima, que resultou na recuperação de 75 km de vias localizadas na região canavieira do Estado”, explica News.

Aquela assessoria acrescentou que pelo convênio o DER disponibilizará quatro máquinas, sendo duas retroescavadeiras e duas caçambas e, a contrapartida da iniciativa privada será a mão de obra, combustível e o material utilizado nos serviços e ainda algumas máquinas e que para o presidente da Asplan, Murilo Paraíso, a parceria resultará num benefício comum para toda a sociedade.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top