Trabalho parceiro proporciona produção em viveiro de mudas em assentamento de Itabaiana

Quase duas mil mudas de 21 espécies nativas, frutíferas e exóticas. Estes são os primeiros frutos do viveiro de mudas que foi implantado há cerca de um ano no Assentamento Almir Muniz da Silva, em Itabaiana, no agreste paraibano numa iniciativa da Consultoria e Planejamento de Projetos Agropecuários (Consplan) entidade que presta assistência técnica a assentamentos do Incra Paraíba e que foi abraçada por um grupo de oito jovens de 13 a 22 anos da comunidade.

A informação é da assessoria de comunicação do Incra-PB, Kalyandra Vaz, explicando que a ampla variedade de mudas serão usadas na recomposição da flora da reserva legal e da área de preservação permanente do Assentamento Almir Muniz da Silva e que, em parceria com a Prefeitura Municipal de Itabaiana, o viveiro também vai fornecer mudas para a arborização de escolas e outras edificações municipais. “Quando não estão na sala de aula, os jovens se revezam para, sob orientação dos técnicos da Consplan, colher as sementes, fazer a compostagem de matéria orgânica, encher os sacos com terra, plantar e regar as mudas. Para Lidiane Muniz da Cruz, 20 anos, ajudar a cuidar do viveiro é gratificante”, explica Vaz.

Vaz explica que, segundo a gestora ambiental e coordenadora do projeto, Maria do Livramento Alves, o objetivo é inserir os jovens do assentamento em outros projetos de educação ambiental que contarão, assim como o viveiro, com o apoio da Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema). “O presidente da associação do assentamento, Crizante Muniz Moreira, 45 anos, vê um futuro promissor na iniciativa e a possibilidade de melhorar o meio ambiente da comunidade”, explica Vaz acrescentando que o presidente o próximo passo será estudar as formas de comercialização das mudas.

Kalyandra explica que o viveiro é mais uma Unidade Demonstrativa (UD) implantada pelas entidades prestadoras de assistência técnica nos assentamentos da reforma agrária paraibanos para servir como local de intercâmbio e troca de experiências entre técnicos e assentados.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top