Agricultores, entidades e governo discutem safra 2012 da batatinha em municípios do Território da Borborema

Os agricultores familiares de seis municípios do Território da Cidadania da Borborema se reuniram no dia 04 de junho para planejar ações para o processo do plantio da safra de batatinha neste ano de 2012.

O tema foi evidenciado no Programa Domingo Rural deste domingo(10/06) falando sobre a reunião que aconteceu no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Esperança e reuniu agricultores agroecológicos componentes do Pólo da Borborema e assessorados pela ONG AS-PTA que estão trabalhando uma nova experiência de plantio da batatinha na modalidade agroecológica numa ação em parceria com a Emater regional e envolve agricultores dos municípios de Areial, Esperança, Montadas, Lagoa Seca, Remígio e São Sebastião de Lagoa de Roça.

O trabalho na retomada da batatinha na região teve início com campos de experimentação de variedades desenvolvidas pela Embrapa com experimentos em propriedades de famílias agricultoras dos municípios de Lagoa Seca, Areial e Montadas, no Brejo e Agreste da Paraíba quando trabalharam quarto variedades.

No último dia 4 as famílias do Pólo começaram a receber sementes de batata inglesa para iniciar o plantio para a safra deste ano numa ação parceira do Governo do Estado que objetiva fortalecer as ações já desenvolvidas por aquele coletivo de entidades que já desenvolve um trabalho de produção limpa e contam com diversas feiras agroecológicas e espaços de venda direta ao consumidor de cidades diversas da região.

A meta das parceiras é fortalecer o trabalho de fundos rotativos já desenvolvido pelas entidades e agricultores do Pólo onde as famílias beneficiadas pela semente de batatinha devolverão a mesma quantidade de batata semente que for recebida para que, desta forma, fortaleça o banco de sementes.

Na reunião ficou acertada que deverão ser realizadas oficinas de produção de biofertilizantes para aplicação na cultura. O agricultor pagará a taxa de R$ 0,50 de armazenamento da batata para a mão-de-obra do carregamento, no ato do recebimento.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top