Agricultura agroecológica do Cariri, Seridó e Curimataú realiza Audiência Pública para visibilizar produção de qualidade

Agricultores e agricultoras familiares que trabalham agroecologia em parceria com as entidades do Coletivo Regional do Cariri, Seridó e Curimataú realizarão Audiência Pública no próximo dia 24 deste mês, em evento que acontecerá na Câmara Municipal de vereadores da cidade de Soledade a partir das 09 horas da manhã.

O tema foi evidenciado no Programa Universo Rural da Rádio Bonsucesso de Pombal a partir de entrevista com a coordenadora do Coletivo Regional e presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Juazeirinho, Cláudia Luciana Cavalcante da Costa(foto) que falou sobre o evento que contará com autoridades de segmentos diversos. “Nosso objetivo é dar visibilidade a esse trabalho e nós achamos interessante trazermos algumas personalidades que hoje estão exercendo uma função no Estado pra dialogar conosco das possibilidades de aglutinarmos forças pra esse projeto que gente entende que é a alternativa pra uma garantia de um meio ambiente sustentável com qualidade de vida que garanta segurança alimentar para as famílias dessa região”, explica Cláudia ao dialogar com nossos ouvintes na tarde desta quinta-feira(10/11).

Aquela liderança informou que toda a discussão vem fortalecendo para a construção de um território que pautará temas importantes com a participação dos segmentos diversos dos municípios que trabalharão o processo de recursos vindos do Governo Federal com contrapartida com governos e parcerias locais. “A nossa organização ela tem atuação no Cariri, no Seridó e no Curimataú, são dez municípios, mas na verdade os municípios do Seridó eles sempre tiveram a margem dessa política territorial e desde 2010 veio um movimento mais forte no sentido de fortalecimento desse território. Somos sete municípios, dos sete o Coletivo tem atuação em seis fortemente”, explica aquela liderança regional.

Cláudia é da opinião de que os municípios e famílias co Coletivo têm muito o que mostrar em termos de adoção de tecnologias e produção agrícola com qualidade o que fará com que a audiência seja espaço de discussão política que contribuam com execução de políticas públicas para o desenvolvimento daquelas microrregiões. “Desde em que as comunidades se organizam já existe um movimento dentro das comunidades e dos municípios, agora é preciso a agente dar visibilidade a isso e nos organizarmos para que cada vez mais ficarmos mais fortes nessas intervenções dessas políticas públicas, porque são importante as que temos, mas é importante construirmos novas alternativas, está sempre procurando diagnosticar se o que nós estamos fazendo atende ou não atende, onde a gente precisa melhorar, qual próximo passo que a gente precisa dar e a gente entende é só nessa construção coletiva que a gente vai poder dar essas respostas”.

“Então. Dia 24 nós estamos recebendo algumas autoridades, secretários ou pessoas que têm cargos políticos na esfera estadual e também na nacional e a gente está nesta discussão, dia 24”, complementa dizendo que todos os convites foram entregues em mãos e já conta com a confirmação de diversas autoridades, dentre as quais a parlamentares federais, delegada do MDA, representações de diversas entidades de agricultores, secretário da agricultura familiar e Emater.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Universo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top