Algodão orgânico é tema de dois encontros no interior da Paraíba com participação de comitivas de três países

Com a meta de ampliar as discussões para o processo de ampliação da produção do algodão de forma orgânica, encontros e intercâmbios estão a acontecer pelo interior da Paraíba a exemplo de uma assembleia de agricultoras, agricultores e entidades de assessoria acontecida na última quinta-feira, dia 29, na Vila Produtiva Rural Lafayette, em Monteiro; e um intercâmbio de representações da Colômbia, Mali e Moçambique que estarão na Paraíba no decorrer desta segunda-feira(02) à sexta-feira(06) com visitações em diversos municípios da Paraíba.

Em Monteiro a assembleia geral da Associação Agroecológica de Certificação Participativa do Cariri Paraibano (ACEPAC/PB) discutiu o processo de adesão de novas famílias de municípios da região para a safra agrícola 2019 através de um trabalho continuado da Embrapa e entidades parceiras.

Já o intercâmbio da missão técnica dos países Colômbia, Mali e Moçambique dentro do Projeto de Cooperação Sul-Sul Trilateral executado pelo governo brasileiro, representado pela ABC/ Ministério das Relações Exteriores, pela FAO e países do Mercosul, associados e Haiti e a Asbraer objetiva troca de experiências para conhecer as tecnologias do Projeto Algodão Paraíba e outras ações de ATER no estado.

Os temas foram evidenciados no Programa Esperança no Campo e Programa Domingo Rural deste final de semana justificando que a comitiva cumprirá vasta programação de visitas técnicas a campos de algodão localizados no Assentamento Margarida Maria Alves, no município Juarez Távora; também em Alagoa Grande, Salgado de São Felix e Esperança além de conhecer experiências com quintais produtivos e roçados comunitários, trabalhados por grupos de mulheres e jovens do município de Rio Tinto.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Faça um comentário

Todos os campos obrigatórios são marcados como (requerida). Seu Endereço de e-mail não será publicado

Voltar para o topo