BNB visita projetos da Embrapa no Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Bahia

Uma equipe do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), do Banco do Nordeste, começou, no último dia 25 de fevereiro, uma série de visitas a projetos conduzidos na região pela Embrapa Caprinos (Sobral – CE), objetivando construir um projeto de transferência de tecnologias para o desenvolvimento da ovinocaprinocultura no Nordeste em parceria com a Embrapa.

Informações repassadas pela assessora de comunicação da Embrapa Caprinos, Verônica Freire, a equipe é formada pelo coordenador do Fundo de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNDECI), José Maria Marques de Carvalho; pelo consultor interno do Etene, Luciano Ximenes e pelos consultores externos do BNB Luciano Rabelo e Acúrcio Alencar Araújo. “A programação começou na Embrapa Caprinos com a apresentação das principais tecnologias disponibilizadas pelo centro de pesquisa no Nordeste e deve prosseguir pelas próximas três semanas, com visitas às localidades onde os estudos são realizados nos estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba e Bahia”, acrescenta, reforçando que José Maria Marques de Carvalho disse que o objetivo é observar as experiências em uso que ainda não estão sendo replicadas no processo produtivo, que possam ser potencializadas através de financiamento, acreditando que, desta forma, melhorará a renda e a qualidade de vida dos ovinocaprinocultores.

Freire informou que o foco principal da ação é o pequeno agricultor, com prioridade para os pronafianos ao acrescentar que, segundo José Maria Marques, isso não significa que outros produtores não sejam incluídos e que Marques acredita que o projeto terá outros parceiros estratégicos, entre os quais a Embrapa Semi-árido. “Em outro momento, o BNB visitará projetos na área de mandioca, conduzidos pela Embrapa Mandioca e Fruticultura Tropical (Cruz das Almas – BA)”, relata. Freire disse ainda que a chefe geral da Embrapa Caprinos, Maria Pinheiro, considerou o projeto em parceria com o BNB para a transferência de tecnologias muito importante.

O ETENE é um órgão do Banco do Nordeste responsável pela realização de estudos sócio-econômicos na Região e que administra o Fundo de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNDECI). Desde 1971, com a criação do FUNDECI, o Banco vem apoiando a realização de pesquisas tecnológicas e a difusão de seus resultados. O FUNDECI até o momento já apoiou 1.411 projetos, comprometendo cerca de R$ 194,5 milhões em toda a Região.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top