Domingo Rural evidencia projeto amplo de distribuição de sementes crioulas em Estado do Sul

Um projeto amplo com produção de sementes crioulas nas dinâmicas de agroecologia na agricultura familiar do Estado do Paraná foi tema no Programa Domingo Rural deste domingo, 24 de outubro, evidenciando que o projeto envolve cerca de 5 mil famílias agricultoras no Estado beneficiadas com as mais de 30 toneladas de sementes crioulas distribuídas entre agosto de 2020 a julho de 2021 e consagrou o sucesso do trabalho coletivo realizado pela Rede Sementes da Agroecologia (ReSA).

A informação é da assessoria da AS-PTA deixando claro que, com esse saldo positivo, em julho deste ano, foi aprovado a continuidade e ampliação da ação, abrindo as portas para a 2.ª edição das iniciativas essenciais para a produção de alimentos saudáveis, geração de renda e autonomia de produção para muitos agricultores familiares, indígenas, quilombolas, caiçaras, ribeirinhos, faxinalenses, sem terras e produtores de hortas urbanas. “Ciente disso, e em plena pandemia da Covid-19 que inviabilizou a circulação, troca e comercialização de variedades, a ReSA, com o aporte do Ministério Público do Trabalho no Paraná (MPT-PR), efetivou a ação emergencial, distribuindo na primeira edição mais de 200 variedades de espécies, para cerca de 150 municípios paranaenses”, explica.

Conforme aquela assessoria, durante a ação serão compradas e doadas cerca de 20 toneladas de milho, 7 toneladas de feijão, 4 toneladas de arroz, 30 mil pacotes de hortaliças e plantas alimentícias não convencionais (PANCs), mil metros de rama de mandioca, 38 mil mudas de batata salsa e 800 quilos de batata inglesa. Além disso, aproximadamente 16 mil mudas de plantas medicinais, frutíferas, nativas e de erva-mate circularão pelo Estado.

Para garantir a qualidade das espécies distribuídas e assegurar que as sementes crioulas cheguem nas mãos das famílias beneficiadas, explica aquela assessoria, diversas entidades que compõem a ReSA têm se envolvido na iniciativa. Nessa edição, 9 cooperativas, 7 sindicatos, 25 associações de agricultores, 9 ONGs e comissões inter-religiosas, 8 instituições de ensino, secretarias de agricultura, movimentos sociais, sindicatos e coletivos, têm cumprido papel fundamental no fortalecimento dessa grande ação coletiva realizada em rede.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural / AS-PTA

Compartilhe se gostou

1 Comentário

  1. Floriano Maurício -  29 de outubro de 2021 - 17:26

    Gostaria de saber se só o pessoal do estado tem acesso as sementes

    Responder

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top