Embrapa realiza Seminário de Safra sobre vazio sanitário na cultura do algodão orgânico

A Embrapa Algodão Campina Grande vai sediar nesta quinta-feira, 07 de novembro, em sua sede, um seminário sobre vazio sanitário na cultura do algodão com a meta de discutir as dinâmicas de produção de do algodão agroecológico tomando como referência a Instrução Normativa nº 44, de 29/07/2018, do MAPA; e uma portaria editada pelo governo da Paraíba nº 086/2019, de 13/08/2019, contendo as regras básicas para atuação das instituições governamentais e afins, e também as responsabilidades dos produtores para consolidar o “vazio sanitário da cultura do algodão”.

A informação é do pesquisador daquela empresa de pesquisas, Marenilson Batista da Silva, em entrevista no Programa Esperança no Campo e Programa Domingo Rural do último final de semana detalhando as normativas e evidenciando informações que tornam possível produzir o algodão de forma orgânica na diversidade da agricultura familiar no nosso semiárido. “Esse evento na Embrapa, que é o seminário de safra, que tem como foco principal o vazio sanitário, veja o seguinte: a Paraíba desponta hoje como um grande produtor de algodão orgânico, no entanto a gente sabe que as pragas o bicudo, a rosada e outras pragas não é fácil de controlar, por isso que essa prática do vazio sanitário tem sido uma exigência, inclusive a Paraíba já fez uma portaria desse ano com alguns requisitos, por isso que uma das questões que vamos ter nesse seminário é que as pessoas conheçam mais detalhado essa portaria, suas condições que existem porque se não arrancar o algodão e deixar como criadouro do bicudo vai atrapalhar os outros, por isso é que nesse dia é pra gente discutir com os órgãos de governamentais, com as várias dinâmicas de algodão orgânico da Paraíba exatamente para que a gente possa consolidar cada vez mais com muito conhecimento, com muita tecnologia a Paraíba como esse grande produtor de algodão orgânico”, explica Batista ao dialogar com nosso público ouvinte.

O evento é destinado para inscritos, terá início às 08:00 horas e tem como proposta discutir a realidade dos diferentes núcleos de produção do algodão na Paraíba e divulgar o “Vazio Sanitário do Algodão” como ferramenta estratégica para sensibilização das institucionais públicas, privadas e dos produtores de algodão, independente do seu perfil, definindo as responsabilidades coletivas e solidárias para viabilizar a produção sustentável da cultura do algodão no estado.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Faça um comentário

Todos os campos obrigatórios são marcados como (requerida). Seu Endereço de e-mail não será publicado

Voltar para o topo