Extensionistas paraibanos fazem visita técnica em Polo do umbu no Sertão da Bahia

SR030617aaaExtensionistas rurais da Emater Paraíba, vinculados ao Sinavez, Sindicato dos Agrônomos, Veterinários e Zootecnistas da Paraíba promoveram e participaram de um intercâmbio na região Polo do umbu, no Sertão baiano, no último dia 23 de maio, objetivando conhecer as ações da agricultura familiar que trabalha a preservação, cultivo, beneficiamento e o processo de comercialização da cultura do umbu no sertão baiano.

Num primeiro momento a equipe visitou a coopercuc, Cooperativa que envolve a diversidade da agricultura familiar dos municípios de Canudos, Uauá e Curaçá para conhecer o conjunto das ações daquela entidade junta as entidades parceiras no processo de fortalecimento da agricultura familiar regional com ênfase na cultura e no cultivo do umbu. “Hoje a Coopercuc atua junto a 450 famílias, em 18 comunidades, envolvidas na produção cuidadosa de doces cremosos, de corte, light, sucos, geleias, compotas e polpas, que compõem a linha Gravetero”, explica a assessoria daquele sindicato acrescentando que a cooperativa foi criada no ano de 2004 e atualmente é formada por 271 cooperados, em sua maioria mulheres, que produzem deliciosos doces e geleias a base de frutas nativas do sertão comercializando seus produtos nos mercados mais sofisticados do Brasil e exporta para países como Itália, França e Áustria.

“Tudo começou quando nós tivemos ciência de que na região de Uauá existia a festa do umbu, inclusive já na nona edição e também no município de Manoel Vitorino e, como a gente sabe que aqui na Paraíba temos um potencial, então nos apressamos em visitar essas comunidades nesses municípios que têm ações importantes junto a muitos agricultores” explica o presidente do Sinavez, Odnilson Alves de Aguiar, em entrevista ao Stúdio Rural.

“A Paraíba sempre foi grande produtora de umbuzeiros nativos e hoje estamos percebendo que está havendo uma redução dessas árvores que não estão sendo replantadas e o propósito da gente foi exatamente ver a possibilidade de um intercâmbio para um melhor conhecimento do que está se fazendo lá e do que se pode fazer aqui na Paraíba”, explica o extensionista da Emater Regional Campina Grande, Verneck Abrantes de Sousa, ao dialogar com Stúdio Rural, ele que foi um dos participantes da caravana paraibana.

“Na verdade a Bahia hoje é o estado que tem as melhores experiências exitosas da cadeia produtiva do umbu, então essa viagem técnica que nós fizemos com técnicos da Emater, que foi financiada pelo Sindicato dos Agrônomos, Veterinários e Zootecnistas da Paraíba, foi exatamente para a gente conhecer essa experiência da cadeia do umbu e tentar replicar essa experiência aqui na nossa Paraíba”, explica o extensionista paraibano Everton Bronzeado que foi um dos grandes mobilizadores da viagem para o estado baiano garantindo que as experiências serão compartilhadas como forma de extensão coletiva com entidades parceiras no Estado da Paraíba.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top