Grupo de mulheres continua firme no projeto algodão orgânico em Serra Talhada

O grupo de mulheres agricultoras agroecológicas da comunidade rural Escadinha e adjacências, na zona rural de Serra Talhada, Sertão do Pajeú pernambucano, continua firme no projeto de produção do algodão orgânico edição 2021.

Participando do Programa Domingo Rural, a agricultora Nadja Maria da Silva explicou ser o segundo ano de experiências trabalhadas na parceria com entidades da agricultura familiar no município e na região semiárida objetivando fortalecer a agricultura familiar a partir da diversidade de culturas alimentares e de complemento de rendas. “O grupo de mulheres da escadinha continua fortalecido que é o mais importante, mesmo nesses tempos de pandemia está conseguindo conciliar reunião, fazendo as visitas, acompanhando o grupo o que é muito importante e plantamos sim o algodão agroecológico em consórcios, a produção está ótima, algumas agricultoras já colhendo, vamos ter uma ótima produção, a expectativa é que nesse ano vamos lucrar mais, esse ano foi muito bom com muita chuva no começo do ano e quem planta no começo do ano sempre tem bons frutos porque quando chega de março a abril acontece sempre aquelas chuvinhas que vai fazendo o processo de produção”, explica aquela agricultora.

Nadja acrescentou que o grupo é formado por nove agricultoras, mas, em consequência do atraso no corte das terras, somente cinco famílias plantaram o algodão. Ela garante que no próximo ano o corte da terra será um dos olhares para otimizar a agricultura objetivando o fortalecimento da agroecologia do algodão e maior inclusão das mulheres nas dinâmicas produtivas.   

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural /

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top