Mais cinco cidades são contempladas com mutirões de documentação de 2009

Mais cinco cidades paraibanas estão contempladas na primeira rodada do ano de documentação do Programa Nacional de Documentação da Trabalhadora Rural promovido pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e executado pelo e parceiras locais.

As cidades contempladas estão localizadas no Cariri paraibano tendo início dos trabalhos pela cidade de São João do Tigre nesta terça-feira(10/03) na Escola Municipal Mario de Oliveira Chaves; São Sebastião do Umbuzeiro, na quarta-feira(11) na Secretaria da Agricultura (Modulo Rural); Monteiro na quinta-feira(12/03) no Projeto de Assentamento Santa Catarina e na sexta-feira(13/03) na Comunidade Pitombeira; em Zabelê as ações acontecem no sábado(14/03) na Escola Municipal Maria Bezerra da Silva, no município de Camalaú no próximo domingo (15/03) na Escola Municipal Francisco Xavier e dia 16(segunda-feira) no Projeto de Assentamento Novo Mundo.

Segundo a assessora de comunicação do Incra-PB, Kaliandra Vaz, nos mutirões, que se iniciam às 8h00 e duram todo o dia, será possível tirar gratuitamente documentos como registro de nascimento, carteira de identidade, CPF, carteira de trabalho, registro junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e carteira de pescador. “No ano passado, foram realizados 68 mutirões de documentação em 55 municípios paraibanos e emitidos 32.597 documentos. Somando a participação em palestras e orientações trabalhistas e na área de saúde foram atendidas 38.930 pessoas, sendo 23.386 mulheres e 15.544 homens”, explica Vaz, acrescentando que desde o início do programa, em 2004, cerca de 68 mil documentos foram tirados gratuitamente por trabalhadoras e trabalhadores rurais da Paraíba.

Ao contatar com Stúdio Rural, Vaz explicou que a prioridade nos atendimentos é dada às mulheres, como parte das ações do Programa de Promoção da Igualdade de Gênero, Raça e Etnia (Ppigre/MDA), mas homens e crianças também são beneficiados.

Ela explicou que o delegado do MDA na Paraíba, Marenilson da Silva, lembra que possuir a documentação civil básica é uma das condições para ter acesso ao conjunto de políticas oferecidas pelo Governo Federal, comentando que os mutirões visam à promoção da inclusão social dos agricultores familiares e assentados da reforma agrária do estado e que a intenção é que as agricultoras e os agricultores possam ter acesso às políticas públicas desenvolvidas pelo Governo, exercendo efetivamente o papel de cidadãos.

Aquela assessora explicou que na Paraíba, as ações vêm sendo desenvolvidas em parceria com instituições como Instituto de Polícia Científica do Estado (IPC), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater), Ibama, Banco do Nordeste, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) contando, ainda, com a participação de associações, sindicatos e movimentos de trabalhadores rurais. “As trabalhadoras e os trabalhadores rurais que comparecerem aos mutirões de documentação que serão realizados no município de Monteiro poderão, além de tirar documentos e de receber orientações sobre temas variados, conhecer um pouco mais da rica cultura do cariri paraibano. É que a Secretaria de Ação Social do Município de Monteiro pretende instalar um estande para divulgar talentos locais ligados à música e ao artesanato”, relata.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top