Rádio Serrana evidencia encontro de cooperativas que trabalharão monitoramento nos assentamentos paraibanos

SR300515aO encontro das cooperativas contratadas pelo Incra-PB para organizar o processo de monitoramento de todos os assentamentos rurais paraibanos, acontecido semana passada, em Campina Grande, foi tema trabalhado no Programa Domingo Rural da Rádio Serrana de Araruna AM 590 kHz e parceiras, no domingo(23/05).

O encontro aconteceu na sede Cooperativa de Trabalho Múltiplo de Apoio às Organizações de Autopromoção(Coonap), no Bairro Prata, em Campina Grande, e foi tema em evidência no Domingo Rural a partir de diálogo com representações das entidades contratadas. “Foi bom o encontro, muitas dúvidas foram esclarecidas, embora seja um encontro mais para questões de dados e infelizmente no que se refere ao ano de 2015 a gente vai ter dados poucos por conta do clima, não choveu e então vamos ver que a expectativa vai ser bem menor do que nos anteriores e isso é negativo para o resultado dos dados, uma vez que estamos começando um sistema de seu início e já vai começar dando um produto lá em baixo, na questão animal, na questão das sementes e de lucros de forragem e então isso será um ponto negativo que temos que lançar no sistema, mas sobre o encontro em si foi muito bom e vamos estar trabalhando melhor a partir dos esclarecimentos que tivemos hoje para que venhamos a desempenhar isso nas áreas”, explica Josiel Carlos Felipe da Silva, assessor da Coonap, em dialogo direcionado aos ouvintes da Rádio Serrana e parceiras.

Ao dialogar com o público ouvinte 590 kHz, a componente da Central das Associações dos Assentamentos do Alto Sertão Paraibano (Caaasp), Maria Elza Gomes, disse ter sido oficina bastante esclarecedora e garante que aquela central já conta com uma prestação de serviços bastante avançada junto aos assentamentos da região do Sertão paraibano. “Dos assentamentos que nós já acompanhamos até o ano passado a gente já está com praticamente 80% do levantamento dessas informações feito, só que agora a gente precisa voltar a esses assentamentos pra ver o que é que mudou já que as mudanças acontecem nos assentamentos no dia a dia, então a gente precisa voltar, inclusive nestes que já temos levantamento das informações pra revisitar as famílias e ver o que é que mudou de lá pra cá”, explica Elza em contato com nosso público ouvinte espalhado pela região semiárida brasileira.

Coordenador da Coasp, Cooperativa da Agricultura e Serviços Técnicos do Litoral Sul Paraibano, Rogério Leandro de Oliveira avaliou o encontro, falou sobre o trabalho que aquela cooperativa vem fazendo em sua área de atuação e sobre as perspectivas das novas ações a serem desenvolvidas a partir do financiamento do Incra-PB. “Eu acho bastante positivo porque a gente estava com bastante dúvidas sobre o Sigma e já estamos praticando isso e nesse momento de socialização vemos como está o nível de organização e dúvidas das outras entidades e sentar com o pessoal que gerencia o programa para poder sanar quaisquer dúvidas que a gente tenha em campo”.

José Vanildo do Nascimento Silva é coordenador do Instituto Penha e Margarida (Ipema), que será responsável pelos serviços de Ater nos assentamentos do entorno do município de Alagoa Grande e, ao participar do Domingo Rural, fala sobre a importância do encontro e do trabalho que aquela ONG vem fazendo nos diversos assentamentos da região do Brejo paraibano. “O Instituto Penha e Margarida, o qual estou dando assessoria, é uma entidade não governamental que está situada ali na região de Alagoa Grande, terra de Penha e Margarida, que foi criada para trabalhar os processos de desenvolvimento dos assentamentos, agricultores familiares, pequenos e médios agricultores. Então pra esses projetos nós concorremos pra dar assistência técnica no entorno de Alagoa Grande e vai envolver dezessete assentamentos dos municípios de Alagoa Grande, Juarez Távora, Alagoinha e Araçagi”, explica dizendo que a ação envolverá 544 famílias assistidas por 17 técnicos de áreas diversificadas que trabalharão com foco nas cadeias produtivas.

Valdvan Ferreira é coordenador do Instituto de Desenvolvimento Sustentável(IDS), participou do encontro e do Domingo Rural falando sobre o trabalho que estará se iniciando na dinâmica de monitoramento com a plataforma de dados junto as mais de 12 mil famílias nos diversos assentamentos do estado da Paraíba. “Todos os técnicos contratados nestas equipes, em número de onze, equipes contratadas pelo Incra, vão ter essa tarefa de visitar famílias, visitar associações e coletar dados básicos, sabendo que eles já possuem grande parte dessas informações no dia a dia da assistência técnica, mas essa é a caminhada desse momento”.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top