Representação de canavieiros anuncia “Semente de cana” com expectativa de aumento produtivo na safra 2018/2019

SR011215aA partir da safra 2018/2019, os plantadores de cana-de-açúcar do Brasil poderão ter à disposição uma importante inovação tecnológica, ou seja, a utilização da “semente de cana” (célula de cana clonada), cuja pesquisa está em desenvolvimento nos laboratórios do Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), localizado em Piracicaba (SP).

A informação é da assessora de comunicação da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (ASPLAN), News Comunicação, justificando que a expectativa do mercado é que a novidade provoque uma verdadeira revolução nos índices de produtividade do setor. “A informação foi dada pelo presidente do CTC, José Gustavo Teixeira Leite, durante encon
tro recente com o presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, na sede da entidade, em Brasília”, explica News acrescentando que o presidente da Asplan, Murilo Paraíso, recebeu a notícia com muita alegria e expectativa e dizendo acreditar que com a utilização desta nova variedade será possível melhorar significativamente a produtividade já que ela é resistente a seca e a pragas, além de ter maior teor de sacarose.

News explicou que o melhoramento genético da cana, cujas pesquisas estão sendo feitas pelo CTC, com investimentos no valor de R$ 4 bilhões, permitirá o surgimento de novas variedades mais produtivas da cana, com maior teor de sacarose, tolerância à seca e resistência às pragas e que a primeira variedade transgênica deverá ser colocada no mercado em 2017, antecedendo à “semente de cana” que tem previsão de estar à disposição dos produtores dois anos mais tarde.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Faça um comentário

Todos os campos obrigatórios são marcados como (requerida). Seu Endereço de e-mail não será publicado

Voltar para o topo