Sai lista das comunidades quilombolas beneficiadas com o crédito habitacional

Foi publicada, no Diário Oficial da União, a lista com os nomes das localidades quilombolas da Paraíba que receberão recursos do crédito de habitação da Caixa Econômica Federal, para a construção de casas.
Segundo informações da assessoria parlamentar do deputado federal, Luiz Couto(PT-PB), as localidades são Umburaninhas, em Cajazeirinhas, Engenho Bonfim, Areia, e as comunidades Negras de Barreiras, Coremas, e Rural de Lagoa Rasa, Catolé do Rocha, além do local conhecido por Urbana de Serra do Talhado, município de Santa Luzia. “De acordo com o deputado Luiz Couto, essa é mais uma ação que o atual presidente da República traz para o estado e que será de grande importância, visto que as populações quilombolas continuam sofrendo com a precariedade do acesso a uma moradia decente”, justifica a assessoria do parlamentar, acrescentando que a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial já habilitou as comunidades e agora só aguarda o envio dos projetos.
O parlamentar petista, complementa a assessoria, destaca que no início da gestão, o governo Lula demonstrou uma clara opção por aqueles que nunca tiveram qualquer assistência e que apesar do reconhecimento em lei, após promulgação da Constituição Federal de 1998, os quilombos permaneceram esquecidos e somente agora estão tendo a devida atenção do poder público.
Dados apresentados pelo Programa Políticas da Cor na Educação Brasileira (PPCor) mostram que, no início do primeiro mandato do governo Lula, 33 comunidades remanescentes de quilombos receberam, em todo Brasil, certificados de reconhecimento, entregues pela Fundação Cultural Palmares (FCP). Números indicam ainda, oficialmente, a identificação de 743 comunidades remanescentes de quilombos, espalhados por todo o território nacional.

Fonte: Stúdio Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top