Ações estruturadoras melhoram qualidade de vida de famílias em comunidade rural de Soledade

Melhor qualidade de vida a parir do processo de organização empreendido por famílias da comunidade Lajedo do Timbaúba, Soledade, que a alguns anos vem desenvolvendo um trabalho junto às entidades da ASA Paraíba na busca de estruturação da pequena propriedade familiar com ações agrocológicas.

Domingo Rural conversou com um dos agricultores familiares componente do processo de organização, Inácio Tota Marinho(foto), que aproveitou para exemplar inúmeras conquistas que vem mudando o panorama de toda uma comunidade além de melhorar a qualidade do meio ambiente que compõe as unidades familiares rurais. “A nossa comunidade Lajedo do Timbaúba, município de Soledade, hoje nós somos referência muito fortíssima com os projetos porque hoje nós estamos tendo uma parceria muito importante com vários parceiros”, relata Tota, acrescentando que um trabalho importante vem sendo desenvolvido a partir da Associação local com o objetivo de buscar conquistas sociais, citando que diversos projetos foram recebidos como criação na caprinocultura, recursos hídricos com cisternas de placas, barragens subterrâneas, tanques de pedras, cisternas calçadão; equipamentos diversos para beneficiamento de sementes conquistados via Ministério do Desenvolvimento Agrário no Território do Cariri no valor de R$ 26 mil reais dentre outros além das capacitações e intercâmbios que têm contribuído com a capacitação das famílias. “Tudo isso é um enriquecimento que o agricultor está recebendo e ele sabendo que ele vai ter aquele recurso dele gestado dentro da própria família, vai participar a criançada toda que ele tenha e Dalí ele vai começar a vender um ovo, um borrego ou um cabrito e vai gerar que venha fortalecer o melhoramento das condições de vida dele, a gente tem trabalhado com consorciação de rações onde trabalhamos na comunidade com vários tipos de plantas e essas plantas tem sido um trabalho muito importante que vem enriquecendo a alimentação dos animais”.

Ele disse que nos últimos três anos conquistas importantes foram constadas a exemplo de uma parceria com a Petrobrás/PATAC que viabilizou a estruturação de um grande tanque de pedra comunitário a partir do aproveitamento de um largo lajedo utilizado para o barramento da água e que nesse ano permitiu a retirada de 108 carros pipas de água destinada a comunidade local. “Esse tanque que a gente lá na comunidade hoje cresceu bastante, no lançamento do Uma Terra e Duas águas junto a Petrobrás e Governo Federal nós recebemos 130 sacos de cimento pra fazer um melhoramento de paredes, e eu juntei a comunidade com a parceria que a comunidade já ia trabalhar no tipo mutirão e foi investido só na comunidade R$ 6.676,00 diferenciado de 130 sacos de cimento que calculado hoje daria R$ 2.600,00 e a poucos dias eu estava falando numa aqui que quando a agente faz a coisa acontecer Deus dar a recompensa. De novembro do ano passado até aqui foi tirado de dentro do tanque pra abastecer as cisternas locais das comunidades em volta 108 caminhões de água, isso caminhões pipas de 16 mil litros por caminhão, a água aumentou bastante e não chegou a secar o tanque que antes chegava nem a metade desse tiramento de água e ele secava e agora não chegou secar nem a metade. Quando foi esse mês agora, primeira semana de junho de uma chuvinha de 60 milímetros e encheu os tanques pequenos que nós temos como reservatórios em cima dos lajedos, são reservatórios pequenos de dois caminhões de água e outros de três e juntemos essas mangueiras que nós tínhamos recebido nesse processo, 250 metros de mangueira grande e nós juntemos e botemos por gravidade muito grande e botamos pra dentro do tanque grande para que a água fique num canto e a evaporação fica num canto só”, relata Tota dizendo que o conjunto das ações naquelas unidades rurais tem feito com que haja visitações diversas por agricultores e consumidores de cidades, microrregiões e estados diversos.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top