Agricultores comemoram acesso a terra e planejam produção sustentável em Boqueirão

Agricultores e agricultoras, até então sem terras, realizaram festividades comemorativas pela conquista de uma propriedade destinada a reforma agrária no município de Boqueirão denominada de Fazenda Trincheira a cerca de 25 quilômetros do centro daquela cidade(leia mais), em evento que aconteceu na última terça-feira(12).

Programa Domingo Rural participou das atividades e conversou com representações do Incra, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terras, parlamentares locais, representações dos agricultores dentre outras falando sobre a luta desempenhada para conquistar a propriedade com 933 hectares.

Ao dialogar com a equipe do Domingo Rural o superintendente do Incra no Estado, Frei Anastácio, evidenciou a luta e o tempo empreendidos para conquistar a propriedade, afirmou que tudo só foi possível graças a organização das famílias agricultoras naquela área destinada a 27 famílias e afirmou que o Incra assume o papel de fazer o cadastro das famílias, depois criar o assentamento e trazer os créditos destinados ao desenvolvimento do assentamento através das linhas Pronaf que vão da construção de moradias, estruturação da propriedade, assistência técnica dentre outras e garante que as ações de políticas de estado só funcionam com pressão social. “Eu digo sempre tenho consciência disso, nenhum poder local, isto é, câmara de vereador, prefeitura, governo do estado, governo federal, não funcionam se não for pressionados pela sociedade civil organizada, os movimentos sociais têm um papel muito importante nesse sentido, por isso eu tenho tido sempre a preocupação, eu que passei muitos anos no movimento social, oito anos com mandato de deputado estadual e hoje gerenciando o órgão federal que tem o papel de arrecadar terra, assentar trabalhadores sem terra, criar as condições para que esses assentamentos funcionem eu tenho consciência de que nós não podemos criminalizar o movimento social e os grupos organizados da sociedade, temos que tê-los como parceiros porque não vai mudar nada sem a sociedade civil organizada”, aposta Anastácio.

Para a coordenadora do MST na Paraíba, Diley Aparecida, a conquista representa a certeza da importância da sociedade estar organizada e resistindo nas cobranças de políticas públicas voltadas ao desenvolvimento da reforma agrária e disse que foram 15 meses de luta para que as famílias tivessem a ação governamental na compra da terra e que a partir de então a luta será pela produção e vivência dentro da propriedade buscando ações de sustentabilidade. “Então foi uma conquista muito rápida quando comparamos as outras áreas que nós temos no estado e a certeza também que é início de ano e assim um otimismo de que esse ano a gente consiga ainda várias imissões de posse já que hoje ainda temos mais de duas mil famílias acampadas em todo o estado”.

Paulo Da Mata é vereador na cidade de Boqueirão e garante que tem estado presente antes e durante o exercício de seu mandato pela luta pela terra naquele município caririzeiro e garante que a parir de então a meta é se colocar ao lado das famílias assentadas na busca das ações estruturantes e que outras propriedades serão reivindicadas para que assumam sua função social e produtiva. “Na verdade essa luta que começou a mais de dois anos quando eu nem era vereador ainda, mas temos um trabalho nas bases juntamente com o movimento conversando com os trabalhadores e chegou o momento de ocupar essa propriedade que estava abandonada sem produzir, uma terra produtiva, viável para o Cariri e graças á Deus agora o Incra com a imissão de posse e conseqüentemente um assentamento aqui da reforma agrária”, comemora aquele parlamentar ao dialogar com a equipe do Domingo Rural, dizendo ser de muita importância para todo o território do Cariri Oriental e garante que ainda tem muita gente sem terra e terra sem gente.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top