Agronegócio paraibano debate Conflitos agrários e ambientais nesta terça-feira

A Federação da Agricultura e Pecuária da Paraíba (Faepa) e o Sindicato dos Produtores Rurais de Alagoa Grande (SPRAG), realizarão nesta terça-feira 08 de maio, o II Encontro de Produtores Rurais do Brejo Paraibano, em evento que acontecerá na sede do BNB Clube de Alagoa Grande, à partir das 9h00, e tem como pauta os problemas relativos a desapropriação de terras, questões ambientais e de reservas obrigatórias, entre outros assuntos.

Segundo a assessora de comunicação da Faepa, Eudete Petelinkar, o município de Alagoa Grande foi escolhido para sediar o encontro por concentrar uma série de conflitos agrários que vem se agravando nos últimos anos. De acordo com o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, Ivanildo Pereira da Silva, o município conta com 14 assentamentos rurais que abrigam mais de 500 famílias, no entanto são raros os casos que se observa alguma produção, argumenta a jornalista em contato com Stúdio Rural. Segundo ela, Ivanildo disse que não dá para contar nem se quer uma dúzia de assentamentos que desenvolvam alguma atividade produtiva e denuncia ainda que áreas de assentamentos estão sendo loteadas pelos próprios assentados e vendidas para a comunidade, garantindo que um lote medindo 10 metros por 20 metros, pode ser comprado por R$ 2 mil. Outro fato que tem preocupado os produtores é a possível desapropriação das terras do Engenho Mundaú, que foi vistoriada pelo Incra para fins de reforma agrária, acrescenta a jornalista, informando que com uma área de área de 150 hectares a propriedade desenvolve um projeto de produção de semente de cana-de-açúcar, que é distribuída em todo Estado da Paraíba.

Ela informou que o projeto é coordenado pela Asplan (Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba), em parceria com o Governo do Estado, que só no ano passado produziu 7,2 mil toneladas de cana e que de acordo com IVanildo Pereira, com o trabalho de fornecimento de sementes, o Brejo da Paraíba está hoje com uma produção de 110 toneladas de cana-de-açúcar, o que aproxima da necessidade mínima para a implantação de uma destilaria de álcool, que vem sendo solicitada pelo Sindicato do Produtores Rurais, Asplan e Faepa.

Eudete informou, ainda, que produtores de toda região do Litoral, Brejo e Curimataú participarão do evento que contará também com a presença de autoridades e técnicos ligados ao setor agropecuário do Estado, inclusive com a Curadoria do Meio Ambiente, órgão ligado ao Ministério Público.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top