Assentados em Barra de Santa Rosa se destacam na venda de produtos para a merenda escolar na Paraíba

Agricultores assentados do município de Barra de Santa Rosa estão se destacando na venda da produção para a merenda escolar e um exemplo é o agricultor Damião Costa da Silva, 42 anos, e outros 14 trabalhadores do assentamento da reforma agrária Quandu, naquele município, que estão vendendo a produção para a merenda escolar na Paraíba.

Segundo a assessora do Incra-PB, Kaliandra Vaz, o grupo de assentados está inserido no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), mas, é justamente na produção para a merenda escolar que eles se destacam e lembrou que as famílias firmaram contratos, este ano, no valor R$ 211 mil, com prefeituras e com o Governo do Estado.

Vaz informou que a experiência do assentado foi relatada durante o 1º Seminário de Políticas Públicas dos Assentamentos da Reforma Agrária do Curimataú Paraibano, realizado no último dia 08, em Remígio, a 157 quilômetros de João Pessoa. O evento foi promovido pela Cooperativa de Prestação de Serviços Técnicos da Reforma Agrária da Paraíba (Cooptera), uma das entidades que prestam assistência técnica no curimataú paraibano, e pelo Incra-PB, reforça a assessora, acrescentando que, segundo o superintendente regional do Incra, Lenildo Dias de Morais, o objetivo do seminário foi discutir as políticas de comercialização do governo, PNAE e PAA, e orientar os agricultores sobre como organizar a produção para se inserir no contexto destas políticas. Lenildo Morais já entrou em contato com a Secretaria Executiva da Agricultura Familiar na Paraíba para realizar reunião para discutir a ampliação da parceria com o Governo Estadual, explica Vaz.

Ela disse que o superintendente da autarquia quer estimular para que o Governo do Estado compre mais produtos da reforma agrária para a merenda escolar já que o estado conta com assentamentos produtivos em todas as regiões do estado, com produtos de qualidade, fazendo com que o Incra organize visitas as prefeituras das cidades onde existem assentamentos, para que a venda dos produtos da reforma agrária seja ampliada.

Assistência técnica.

Vaz informou que atualmente, o Incra-PB conta com cinco entidades prestadoras de assistência técnica, com 110 técnicos que trabalham com 9.295 famílias em 196 dos 281 assentamentos do estado e argumentou que o seminário contou ainda com a participação dos coordenadores da assistência técnica aos assentamentos do Incra-PB, Liana de Freitas Rocha e José Vandilson Silva, além de representantes do Governo Estadual e de prefeituras.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top