Banco do Nordeste continua renegociação de dívidas rurais com condições especiais

O Banco do Nordeste continua com a campanha de renegociação de dívidas, com condições especiais para os mutuários do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf – todos os grupos) com base na Medida Provisória 432, de 27/05/2008.

A informação foi repassada pelo assessor de comunicação da instituição, Lenin Falcão, justificando que são cerca de 700 mil operações de agricultores familiares e demais produtores rurais que serão beneficiados com a redução de encargos e restabelecimento de acesso ao sistema financeiro nacional. style=mso-spacerun: yes>  “Na Paraíba, são mais de 47 mil operções passíveis de renegociação”, relata, acrescentando que de acordo com a fonte de recursos utilizada no financiamento, as renegociações prevêem benefícios como: prazo adicional para pagamento; descontos para liquidação de dívidas; redução dos encargos por atraso; e alteração de encargos pós-fixados para prefixados.

Lenin informou ainda que a MP 432 contempla, ainda, a substituição dos encargos pós-fixados para pré-fixados de operações não rurais style=mso-spacerun: yes>  contratadas com recursos do FNE contratados até 14 de janeiro de 2001.

O jornalista informou que o gerente do ambiente de recuperação de crédito,  Edilson Ferreira, disse que com a adoção dessas medidas, o BNB pretende estimular a regularização das dívidas rurais, contribuindo para o desenvolvimento da agricultura familiar e do agronegócio na Região e que a medida faz parte da estratégia do governo federal para aumentar a produção de alimentos com melhor adequação da capacidade de pagamento dos agricultores. “Edílson acrescenta que, para obter os benefícios, o produtor rural deverá assinar um “Termo de Adesão” até 30/09/2008, disponível nas agências no BNB e nos sindicatos de trabalhadores rurais, a fim de que este documento seja encaminhado ao Banco para análise e enquadramento da operação nas condições da Medida Provisória 432”, complementa Falcão, acrescentando que além disso, o mutuário deverá efetuar amortização mínima prevista na Medida Provisória, cujo prazo é até o dia 30/12/2008 e concretizar a renegociação até o dia 31/03/2009.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top