Instituições públicas e privadas realizam Seminário “Riscos e Gestão do Seguro Rural no Brasil”

A Embrapa Transferência de Tecnologia, escritório de negócios de Campinas-SP, em parcerias com diversas empresas públicas e privadas realizou o Seminário “Riscos e Gestão do Seguro Rural no Brasil” em evento que aconteceu de 24 a 25 de junho tendo como local o Auditório do Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas – Unicamp, em Campinas, SP.

A informação foi repassada pela assessora de Imprensa Embrapa Transferência de Tecnologia, escritório de negócios de Campinas, Vera Scholze Borges, justificando que o evento objetivou discutir a importância do seguro rural como um dos principais mecanismos de gestão de riscos para garantir a competitividade sustentável da agricultura no país, lembrando que, na opinião do professor do Instituto de Economia da Unicamp, Antônio Marcio Buainain, a produção agrícola, em razão dos riscos climáticos, econômicos e financeiros, enfrenta maiores dificuldades do que outros setores produtivos da economia. “No Brasil, privilegiam-se intervenções paliativas, como a renegociação da dívida agrícola, comenta o professor, tornando a atividade rural cada vez mais onerosa para produtores e governo”, lembra a comunicadora, lembrando que para o presidente da Comissão de Seguro Rural da Federação Nacional de Seguros Gerais – FenSeg, Wady José Mourão Cury, um dos pilares do setor rural deveria ser o seguro agrícola, acreditando que o governo brasileiro vem adotando medidas para consolidar a política agrícola brasileira sustentável, a exemplo do Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro e o projeto Fundo de Catástrofe enviado ao Congresso Nacional mas que a situação deste mercado ainda não se normalizou citando como exemplo o ano de 2007 em que o governo disponibilizou 100 milhões para o Programa e só 60 milhões foram utilizados.

Ao contatar com Stúdio Rural Scholze acrescentou que o seminário foi destinado a produtores rurais; representantes dos governos federal e estadual, do sistema de seguro e resseguro, das universidades ligadas ao setor, das instituições de pesquisa pública e privada, dos fornecedores de máquinas e insumos, da indústria de transformação do agronegócio e demais instituições ligadas à questão agrícola brasileira.

Ela informou ainda que a realização do evento contou com esforços de instituições públicas e privadas como o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento – Mapa e a sua empresa vinculada, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, o Instituto Interamericano de Cooperação Agropecuária (IICA), a Universidade de Campinas (Unicamp), a Federação Nacional das Empresas de Seguros Privados e de Capitalização (Fenaseg), a Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg) e a Escola Nacional de Seguros (Funenseg).

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top