Cisternas calçadão proporcionam produtividade na agricultura familiar de Pedra Lavrada

Aumento na produção agrícola de famílias agricultoras da comunidade Canoa de Dentro no município de Pedra Lavrada é o que se espera com a chegada breve dos cisternões calçadão que estão em fase de desenvolvimento naquela comunidade que está contemplada com 12 empreendimentos financiados pelo Governo Federal através do Ministério do Desenvolvimento Social.

Em recente visita aquela comunidade, Stúdio Rural dialogou com a agricultora, Rosimare Alves da Silva, que falou sobre o trabalho de construção dos cisternões e o importante papel para o desenvolvimento da comunidade que já vem desenvolvendo um trabalho de produção através de assessorias técnicas do PATAC, Programa de Aplicação de Tecnologias Apropriadas as Comunidades em parceria com entidades do Coletivo Regional de Educação Solidária do Cariri, Seridó e Curimataú. “Depois deste governo federal que veio realmente apoiar, dar todo o apoio toda a contribuição com esse programa social ao homem do campo e o Patac que é uma assessoria que sempre está junto aqui com o agricultor, é uma coisa em que a gente só tem mais é que agradecer e também abraçar a causa”, argumenta a agricultora, complementando que a prática do Patac é de está sempre junto ao agricultor. “Eu estou dizendo que eles são pessoas que estão aqui junto ao homem do campo mesmo, isso é no armazenamento de forragem, isso é numa construção de cisternas, é em mutirão pra limpa de barreiro, pra construção de tanques de pedras, eles estão sempre aqui. Qualquer dúvida que a gente tem liga e quando a gente menos espera eles chegam na comunidade pra tirar alguma dúvida do agricultor, mas precisa também que a comunidade se desperte pra isso e nem toda comunidade tem o privilégio que a nossa está tendo hoje de receber essas implementações dessas cisternas style=mso-spacerun: yes>  e nem todo o município está tendo esse privilégio, precisa que a gente também da comunidade faça a nossa parte”.

Ela falou também sobre a contrapartida da família para viabilizar o projeto num sistema em que seja um trabalho educativo com sustentabilidade. “Tem a contrapartida das famílias na escavação do buraco, de está construindo junto com os pedreiros, fiscalizando também na contrapartida porque a obra quem vai ficar é a própria família e depois a gente sempre costuma fazer muitos mutirões na comunidade, aí é a questão de como devolver, a gente não devolve cisterna em dinheiro, mas devolve em mutirão limpando barreiros de forma comunitária dentre outras, além de está contribuindo com o crescimento da comunidade a gente também vai se fortalecer daquilo ali”.

Ela informou que 27 famílias daquele município estão sendo beneficiadas com as cisternas calçadão e garante que com a estrutura que já se tem nas propriedades contempladas, a qualidade de vida das famílias será ampliada já que melhora a capacidade produtiva nas unidades familiares despertando o interesse de muitas outras famílias nas diversas comunidades do município de Pedra Lavrada. “Hoje as pessoas de nossa comunidade acreditam mesmo no trabalho porque estão vendo o resultado, porque tem pessoas que são assim, precisam vê para acreditar e depois que a gente começou a beneficiar style=mso-spacerun: yes>  o produto, que a gente começou a comercializar, aí a demanda das famílias é procurando, mais mulheres querendo se envolver”, comemora Rosimare Alves dizendo acreditar que com os novos equipamentos hídricos a capacidade de produção e produtividade terá ampliação na oferta de produtos alimentícios para a família e para o consumidor.

Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Compartilhe se gostou

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top