Cooperativa de leite desenvolve trabalho educativo sobre cooperativismo em escolas de Caturité e Boqueirão

Colaborar com escolas públicas e privadas do ensino fundamental na preparação de estudantes para a formação de cooperativa com base nos princípios da cooperação que são: solidariedade, responsabilidade, igualdade, justiça e democracia são metas almejadas pela Coapecal, Cooperativa Agropecuária do Cariri junto a quatro escolas no município de Caturité e três no município de Boqueirão.

A informação é do diretor presidente daquela cooperativa atuante no ramo de laticínios em diversas microrregiões da Paraíba, Marcelino Trovão de Melo(foto), ao dialogar com a equipe Stúdio Rural explicando que a ação denomina-se de Programa Cooperjovem que foi adotado pelo SESCOOP, Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo na parceria com a Coapecal e Secretaria de Educação de Caturité e que em 2010 desenvolveu a primeira etapa do projeto na Escola Municipal Rural de Ensino Fundamental, Maria Veríssimo de Sousa, em Caturité, abordando temas relacionados a cooperação e cooperativismo para alunos do 6º e 7º anos e culminou com visitas dos alunos e educadores a unidade de produção dos Produtos Cariri, localizada no Fazenda Bodopitá, em Caturité.

Entrevistado no Programa Domingo Rural deste domingo(24/07), o secretário da Coapecal, Laudemiro Lopes de Figueiredo Filho, Miro, disse que é um trabalho social da cooperativa que busca preparar as presentes e futuras gerações para vivenciar os valores do cooperativismo a partir de valores básicos numa visão universal que formam o cidadão com uma visão livre, democrática, transparente e responsável.

Ele disse que o trabalho desenvolvido na escola foi de êxito que fez com que o trabalho se expandisse para as demais escolas e hoje envolve cerca de 300 jovens e 60 profissionais de educação que estão diretamente ligados ao projeto e garante que a ação vai melhorar o processo de convivência dentro e fora da escola, acrescentando que o apoio da Coapecal ao projeto consiste no acompanhamento por parte de um técnico da empresa no processo parceiro de formação dos professores na metodologia do projeto e nos planejamentos e avaliações bimestrais na escola.

Fonte : Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top