Em Aroeiras-PB, pecuarista eleva produção de leite a partir da adoção de novas tecnologias

O acompanhamento técnico associado ao uso das novas tecnologias tem elevado a capacidade de produção em capacidade de produtividade nas diversas áreas e ramos da economia.

Um exemplo dessa transformação de resultados está na unidade produtiva do pecuarista Alex Albuquerque, no Sítio Juá, município Aroeiras, Agreste paraibano. Conforme a assessoria do Senar-PB os lucros que ele alcançava nos períodos de chuva se perdiam durante a época de estiagem, gerando prejuízo, situação que começou mudar com a adoção de medidas de gerenciamento dos custos de produção, através da Assistência Técnica e Gerencial do Senar, por meio do programa Agronordeste. “Em quatro meses, Alex viu seu lucro líquido saltar de uma média de R$ 300, para R$ 2.200 com 11 vacas em lactação. Segundo o técnico de campo do Senar e veterinário, Fenando Grosso, no primeiro mês os passos iniciais foram adequações no manejo da ordenha e também ajustes na ração ofertada aos animais”, explica o assessor de comunicação Jocélio Oliveira.

Em contato com Stúdio Rural, Jocélio explicou que em quatro meses, Alex viu seu lucro líquido saltar de uma média de R$ 300, para R$ 2.200 com 11 vacas em lactação. “Segundo o técnico de campo do Senar e veterinário, Fenando Grosso, no primeiro mês os passos iniciais foram adequações no manejo da ordenha e também ajustes na ração ofertada aos animais”, reforça Oliveira lembrando que antes, Alex só oferecia torta de algodão, prática comum na região produto que tem registrado elevação constante de preços na seca e fica inviável economicamente e que essas readequações levaram a diminuição do prejuízo já no segundo mês de atendimento e a uma pequena margem de lucro já a partir do terceiro mês de assistência técnica.

Oliveira informou ainda que o Agronordeste é uma parceria entre o Sistema CNA/Senar, Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) entre outras instituições, que tem foco no desenvolvimento das atividades agropecuárias da região. Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural / Faepa/Senar-PB

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top