Em reunião com Unida ministro oferece apoio à canavieiros nordestinos sobre decreto da subvenção da cana

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro Neto decidiu que, nesta sexta-feira(06/02), falará com o ministro da Fazenda, Joaquim Levi, em favor da subvenção econômica para 30 mil produtores de cana do Nordeste e do Rio de Janeiro.

A informação é do assessor de comunicação da Unida, Robério Coutinho, classificando o ministro Armando como um profundo conhecedor do setor sucroenergético e que decidiu fazer a solicitação a Levi, depois que dirigentes da União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida) o procuram na última quarta-feira(04). “Apesar do benefício ter sido publicado em lei no ano passado, anterior a chegada dos novos ministros, o atual chefe da Fazenda ainda não aprovou o decreto que regulamenta a lei. Com isso, os agricultores não podem receber os R$ 12 por tonelada de cana fornecida na safra 2012/13, e continuam penando os efeitos da última seca”, explica Robério ao dialogar com nossa equipe Stúdio Rural justificando que o encontro entre os dirigentes da Unida com o ministro se deu no gabinete de Armando em Brasília e que o setor o atualizou sobre os trâmites pendentes para a assinatura do decreto da subvenção, regulamentando a lei 12.999, que foi publicada em julho de 2014. 
Robério relatou que o presidente da Unida, Alexandre Andrade Lima, explicou na reunião que a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, já chancelou o decreto e encaminhou para a análise da Fazenda há duas semanas, mas o ministro Levi não avaliou o documento ainda e contou que se antecipou e se reuniu na quarta-feira mesmo com o secretário adjunto de Política Agrícola da Fazenda, João Rabelo que repassou informações sobre o decreto evidenciando que já passou positivamente pelo setor jurídico e, até sexta-feira (6), estará na mesa do ministro e que por não ter prazo fechado para Levi avalia-lo é que houve a solicitação de apoio da Unida ao ministro Armando Monteiro. “Nesta quinta-feira (5), a Unida ampliará a busca de apoio político para agilizar a assinatura do decreto, que, depois do aval do ministro Joaquim Levi, precisa da chancela final da presidente Dilma Rousseff”, explica justificando que a entidade se reúne hoje com o presidente do Senado e do Congresso Nacional, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Robério Coutinho explicou que além da subvenção para os produtores de cana nordestinos e cariocas, a reunião com o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior levantou outra pauta: o incentivo para as montadoras de veículos evoluir a tecnologia de motores flex, com o objetivo de melhorar a eficiência do consumo do etanol, que atualmente corresponde a 70% da gasolina.
Fonte: Stúdio Rural / Programa Domingo Rural

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos marcados como (obrigatório) devem ser preenchidos.

Newsletter

Através da nossa newsletter você ficar informado, o informativo do estudo rural já conta com mais de 20 mil inscritos, faça parte você também.

Back to Top